sexta-feira, 30 de Agosto de 2013 06:26h Carla Mariela

Convênio concede espaço para a criação da Entidade Evolução Humana

A assinatura foi feita ontem pelo presidente da Câmara em parceria com associação comunitária do Nilda Barros e casa de recuperação

O presidente da Câmara municipal de Divinópolis, Rodyson Kristnamurti (PSDB), juntamente com o secretário de Desenvolvimento Social, Paulo dos Prazeres, a coordenadora da associação comunitária do Nilda Barros, Maria Auxiliadora Martins (Dorinha) e o presidente da casa de recuperação Juliano, assinaram ontem, o convênio em prol da comunidade do Nilda Barros.

 


O convênio concede um espaço para a criação da Entidade Evolução Humana. De acordo com o presidente, fazer trabalho social hoje é difícil, porque não tem muito recurso. As ações são mais voluntárias e as doações surgem da própria comunidade. Além disso, ele relatou que a prefeitura tem vontade de fazer alguma coisa, mas fica refém da falta de recurso, na qual todos estão acompanhando devido o cenário nacional.

 


O secretário de Desenvolvimento Social, Paulo dos Prazeres, disse que esta assinatura representa a extensão do trabalho da assistência social. Segundo ele, no Brasil a grande parte da ajuda social a quem necessita é feita pelas entidades, pelas associações de moradores, apoio da Câmara e também do Executivo. “Eu fico alegre, porque nós sabemos que lá terá o investimento para as crianças daquela região e também para os idosos que terão cursos de computação aos finais de semana. São momentos de ocupação, de fortalecimento de vínculo da comunidade e das famílias que moram lá. Nós achamos importante o apoio do presidente neste projeto, que é um projeto simples, sem muito custo, sem dúvida abraçaremos esta ação e acompanharemos”, enfatizou.

 


O presidente da casa de recuperação, Juliano agradeceu o presidente e a Maria Auxiliadora devido à união de forças para o trabalho que vai dignificar muitas pessoas. Ele já foi usuário de drogas e hoje está à frente da casa para contribuir com seu testemunho e com a vontade de dar melhores condições para aqueles que não têm.

 


A coordenadora da Associação Nilda Barros, Maria Auxiliadora Martins, ressaltou que a assinatura deste convênio representa tudo, na questão da inclusão social, da promoção humana, e que era um sonho individual, mas que a partir de agora s tornou um sonho realizado em parceria. “Este projeto vem trazer as crianças, os adolescentes, adultos, até mesmo para um curso tanto profissional, quanto prático para ajudar as famílias de baixa renda no nosso bairro. A casa de recuperação é um projeto a parte que agrega os dependentes químicos e não só este trabalho da dependência química, que hoje é um mal para a comunidade, mas também o apoio psicológico, religioso e moral que as pessoas necessitam”, frisou.

 


Ainda segundo ela, o apoio do presidente foi primordial porque há 20 anos que o sonho existe, desde quando foi fundada a Associação de bairro do Nilda Barros, na qual foi primeiramente uma creche, e que com a transferência da creche, foi dada a oportunidade de utilizar o imóvel que era da sede da Associação. “Foi através da presença total do presidente e do João Renato, secretário adjunto de educação, que podemos hoje com essa felicidade assinar este convênio que será a princípio por dez anos”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.