sábado, 1 de Setembro de 2012 08:25h Gazeta do Oeste

Crimes violentos caem 9,5% em Minas

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) divulgou nessa sexta-feira dados referentes a segurança pública no estado. Conforme o índice de criminalidade violenta (IVC), foram 5.648 ocorrências em julho, contra 6.244 em abril – quando houve pico no registro –, uma queda de 9,5%. São considerados registros de crimes violentos homicídios tentados e consumados, roubos, sequestros ou cárceres privados, extorsões mediante sequestros e estupros tentados e consumados. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a queda foi de 12,33% na comparação entre abril e julho.

 

 

O secretário de Estado de Defesa Social, Rômulo de Carvalho Ferraz, diz que os números refletem os esforços, entre outros, de uma gestão integrada entre as polícias Militar e Civil, principalmente nas áreas críticas, que são a Grande BH, Vale do Aço, Montes Claros (Norte), Governador Valadares (Vale do Rio Doce) e Uberlândia (Triângulo). “Ainda há muito o que fazer e estamos desenvolvendo ações imediatas e preventivas”, disse.

 

A Grande BH, em números de homicídios, superou a casa dos três dígitos nos sete primeiros meses do ano. Foram 1.008 ocorrências no período, média diária de 4,73 casos. No estado foram 2.189 registros entre janeiro e julho, 1% a mais que igual período no ano passado, que teve 2.168 casos de assassinatos. Para Robson Sávio, especialista em segurança pública, no caso dos homicídios o desafio não é apenas da Seds, mas envolve também o Judiciário. “Sabe-se que em 90% desses casos os autores não são condenados. A redução dessa modalidade de crime depende da certeza da punidade e da boa estrutura de investigação policial”, sugeriu.

 

Na noite dessa sexta-feira, como parte dos esforços para diminuir a violência na capital, policiais militares realizaram a Operação Impacto na área central. Agentes do 1º Batalhão fizeram blitz nas avenidas Getúlio Vargas e do Contorno, no Bairro Funcionários. Eles pararam principalmente motocicletas e taxistas.

 

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.