sexta-feira, 11 de Julho de 2014 06:12h Atualizado em 11 de Julho de 2014 às 06:24h. Carina Lelles

De janeiro a maio

Despesas de gabinete na Câmara aumentam em 2014

O valor é quase o dobro em comparação com o mesmo período do ano passado

Nos cinco primeiros meses do ano os 17 vereadores de Divinópolis gastaram, juntos, mais de R$92 mil com despesas de gabinete. Viagens a Brasília, combustível e selos, foram os itens que mais pesaram na conta. No mesmo período do ano passado gastou-se pouco mais de R$50 mil.
Fizemos os comparativos entre janeiro e maio de 2013 e o mesmo período em 2014. Todas as informações foram retiradas do Portal Transparência da Câmara. Alguns vereadores mantiveram o valor dos gastos, mas a grande maioria teve aumento.

No ano passado, nos cinco primeiros meses do ano, o vereador, Adair Otaviano, gastou pouco mais de R$6,3 mil com despesas de gabinete. Neste mesmo período em 2014 o valor subiu para cerca de R$7,5 mil. A maior despesa no gabinete do parlamentar foi com selos, mais de R$700 mensais foram gastos com este material.
O vereador, Careca da Água Mineral, mais que dobrou as despesas de gabinete de 2013 para 2014. No período estudado, foram gastos cerca de R$2,6 mil no ano passado e, este ano, o valor ultrapassa a casa dos R$5,6 mil. A despesa maior do parlamentar este ano ficou no mês de maio, ele gastou mais de R$1,6 mil com despesas de viagem a Brasília para participar da Marcha em Defesa dos Municípios.

O vereador, Edimilson Andrade, teve como vilão nas despesas de gabinete em 2014, o combustível. De janeiro a maio, cerca de R$3,5 mil foram gastos com o gabinete e em combustível, a média mensal foi de R$200. Em 2013, os gastos com o gabinete, nos cinco primeiros meses do ano, custaram cerca de R$ 2,1 mil aos cofres públicos.
Hilton de Aguiar passou de R$4,4 mil em 2013 para R$6,2 mil em 2014. O que pesou na conta este ano foi também o combustível. Em um único mês o parlamentar gastou mais de R$600.
Na conta do vereador, Marcus Vinícius, o que pesou foram duas viagens a Brasília em 2014, para tratar de assuntos na Comissão nacional do Justiça.

Cerca de 1,1 mil com despesas de viagem. Nestes cinco primeiros meses do ano o parlamentar gastou, com o gabinete, cerca de R$5,5 mil contra R$2,4 mil em relação ao mesmo período do ano passado.
Nilmar Eustáquio também rodou muito, mas não foi a Brasília. Com combustível em 2014, o parlamentar chegou a gastar em um mês cerca de R$500 e, o custo total do gabinete, ultrapassou a casa dos R$4,5 mil. Valor superior ao de 2013, quando foram gastos cerca de R$2,9 mil.
Por fim, o vereador, Rodyson Kristinamurt. Nos cinco primeiros meses de 2013, teve despesa de R$2,2 mil com o gabinete e, este ano, já soma R$5,4 mil. Maio de 2014 foi o maior gasto, acompanhando os colegas em Brasília, a despesa ficou cerca de R$1,6 mil.

 

 

 

 

Na média

O vereador, Anderson Saleme, praticamente manteve o valor das despesas de gabinete. De janeiro a maio de 2013 foram gastos cerca de R$ 3,4 mil e, no mesmo período de 2014, o valor foi de aproximadamente R$3,8 mil. Assim como o colega citado acima, Anderson também gastou mais com combustível, cerca de R$200 por mês.
O vereador, Edmar Rodrigues, manteve a média entre 2013 e 2014. No ano anterior foram gastos aproximadamente R$4,5 mil em despesas de gabinete, mesmo valor registrado no mesmo período de 2014. O combustível em 2014 também foi o mais gasto, cerca de R$300 mês.
O atual presidente do legislativo, Rodrigo Kaboja, foi um dos poucos que manteve a média de gasto. No ano passado foi cerca de R$2 mil e, este ano, R$3 mil de janeiro a maio. Foi o vereador que em 2014 gastou menos.

 

 

 

 

 

Gastadores

O vereador, Adilson Quadros, saltou de pouco mais de R$4,1 mil, em 2013, para R$7,6 mil no mesmo período deste ano. Em 2014, o que pesou nos gastos de gabinete do parlamentar foi o combustível que, em um único mês, Adilson chegou a gastar mais de R$1,1 mil.
Já o vereador, Dr. Delano, quase triplicou as despesas. De pouco mais de R$1,6 de janeiro a maio de 2013, o parlamentar teve gasto de gabinete, no mesmo período deste ano, de mais de R$ 4,7 mil. Assim como Careca, Dr. Delano teve a despesa aumentada em maio deste ano. Gastou-se cerca de R$1,9 mil com a ida a Brasília.

O vereador, Edimar Félix, foi o que mais gastou nos cinco primeiros meses de 2014. As despesas de gabinete ultrapassaram a casa dos R$7,6 mil, tendo como maior despesa o mês de maio. Com a Marcha em Defesa dos Municípios na capital do país, foram gastos R$1,7 mil. Em 2013, o parlamentar gastou, no gabinete, cerca de R$2,2 mil.
No ano passado, o vereador, Edimar Máximo, foi o que menos gastou com o gabinete, pouco mais de R$1,8 mil. O salto para 2014 foi grande, quase três vezes mais, totalizando mais de R$5,4 mil. O que pesou neste período foi o gasto com combustível, cerca de R$500 mensais.

Eduardo Print Junior também cai na lista dos que tiveram a despesa aumentada consideravelmente. De pouco mais de R$2,5 mil em 2013, as despesas de gabinete passaram para mais de R$6,9 mil este ano. Assim como outros vereadores, Eduardo também participou da Marcha em Defesa dos Municípios na capital do país, a despesa foi de cerca de R$1,7 mil.
Também na lista dos gastadores, está José Wilson Piriquito. De R$2,8 mil em 2013, o parlamentar gastou com o gabinete em 2014, R$6,3 mil. Acompanhando os colegas em Brasília, Piriquito aumentou a despesa em maio deste ano, com R$1,6 mil nos gastos com a viagem.
Marquinho Clementino aumentou a despesa de gabinete de R$1,8 mil, em 2013, para R$4 mil, em 2014. O vereador tem andado bastante de carro, em um único mês foram gastos mais de R$500 com combustível.

 

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.