quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012 09:57h Atualizado em 18 de Janeiro de 2012 às 10:01h. Flávia Brandão

Definida 1ª empresa do "Projeto Primavera"

Romeu Scarioli, presidente da Holding RNJ, quer inaugurar a primeira empresa e condomínio todo urbanizado no ano do Centenário

O grande condomínio industrial, “Projeto Primavera”, do empresário Romeu Scarioli, que está em construção em Divinópolis e promete a geração de empregos e grandes investimentos já tem definida a primeira das três indústrias, que estará instalada nos 110 m2 adquiridos no Distrito Industrial Jovelino Rabelo. De acordo com o Secretário Adjunto Municipal de Desenvolvimento Econômico, José Elísio Batista, o nome da empresa é Termotelas e irá atuar na fabricação de telas sujeitas a desgaste e abrasão.  Elísio não revela muitos detalhes do empreendimento, mas adianta que o empresário tem a pretensão de entregar essa primeira empresa e o condomínio todo urbanizado ainda esse ano.
Em maio de 2011, o empresário Romeu Scarioli - que é vice-presidente Fiemg, ex-presidente do BDMG e presidente da Holding RNJ,  empresa  responsável pela compra dos 33 terrenos  para instalação do “Projeto Primavera” - concedeu entrevista a Gazeta do Oeste e salientou que estava, naquele momento, analisando a atual conjuntura econômica  para decidir a área de atuação de seu empreendimento,  por isso não poderia dar detalhes sobre geração de empregos e valor total de investimento.  Mas mesmo sem entrar em detalhes, o empresário, que é natural da cidade, externou “que gostaria de fazer um empreendimento, que pudesse dar uma modesta contribuição a Divinópolis em termos de geração de empregos, tributos e em termo de estímulo para desenvolvimento gerencial de pessoas”.  Sendo que a área de atuação do empreendimento poderia ser: metal-mecânico, engenharia, locação de equipamentos e de biotecnologia.
Andamento
Segundo o secretário adjunto, José Elísio Batista, o empreendimento “Projeto Primavera” que é aguardado na cidade está sendo construído. “Das três empresas que serão instaladas uma já está definida que é a Termotelas, da Holding RNJ”, disse . Elísio explicou que o tipo de material fabricado pela indústria seria, por exemplo, telas sujeitas a desgaste e abrasão. “Por exemplo, o material que vai colocar no fundo do mar, tem que ser feito um material especial”, explicou
Sobre previsão de instalação da indústria, Elísio disse que a construção foi prejudicada, no início desse ano, pelas chuvas. “Nós tivemos chuva esse ano, onde choveu em janeiro em 10 dias o dobro do ano passado, então foi uma chuva atípica e que fez muito estrago na obra. A conclusão do condomínio estava prevista para esse ano e a implantação da primeira empresa para julho ou agosto. Está comprometida essa data, mas ainda há um esforço para que seja no aniversário da cidade porque é meta do Romeu inaugurar o condomínio todo urbanizado e uma das três empresas esse ano”, declarou.
Sobre geração de empregos, José Elísio, disse que o empresário ainda não autorizou divulgar informações a respeito. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.