quinta-feira, 17 de Setembro de 2015 10:14h Atualizado em 17 de Setembro de 2015 às 10:25h. Jotha Lee

Demetrius recusa cargo de assessor especial do governador

Ex-prefeito afirma que optou por fazer uma assessoria voluntária

Foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial de Minas Gerais, o ato de renúncia do ex-prefeito Demetrius Pereira (PT), à nomeação para o cargo de assessor especial do governador Fernando Pimentel. A nomeação do e x-prefeito foi publicada na edição no dia 12 de agosto. Em entrevista ao Gazeta do Oeste ontem no final do dia, o ex-prefeito disse que o cargo seria ligado diretamente ao governador e sua função seria coordenar a política do governo na região.
Demetrius Pereira não chegou a tomar posse no cargo e um mês depois da nomeação decidiu renunciar à indicação. “Levei trinta dias para refletir. Apesar de ser um cargo de uma honra muito grande e pelo vínculo que tenho com o governo do Estado, eu não conseguiria compatibilizar minha vida privada e empresarial com a assessoria de governo”, explicou. “Primeiro porque eu acho que servidor público tem que cumprir horário, tem que cumprir agenda para fazer jus ao salário pago pelo contribuinte. Como eu não teria condições, não seria justo que eu assumisse”, acrescentou.
O ex-prefeito disse ainda que continuará trabalhando em favor do governo do Estado. “Eu fiz a opção de ser um assessor voluntário do governo, como fui nos últimos trinta dias. Obviamente amanhã não quero ser cobrado por ninguém de ter recebido sem trabalhar. Claro que eu iria trabalhar, mas dinheiro público é muito visado e não faz parte de minha índole receber sem cumpri as metas estabelecidas”, argumentou.

 

CANDIDATURA
Demetrius Pereira, que deixou a Prefeitura em 2008 com uma excelente avaliação do eleitorado, afirmou ainda que analisou com calma todas as possibilidades, mas as obrigações particulares poderiam interferir no seu desempenho no governo. “Eu tenho minhas obrigações, tenho meus funcionários, o segmento nosso não está em um bom momento e a gente precisa acompanhar a vida empresarial de perto. Então eu me propus a ser um assessor voluntário, pois acho que assim fica mais coerente com os meus pensamentos”, analisou. “É muita honra ter sido escolhido pelo governador, mas eu não teria como compatibilizar com minha vida privada”, ponderou.
O ex-prefeito fez questão de informar que continua trabalhando na organização do Fórum Regional que acontece em Divinópolis amanhã, quando o governador Fernando Pimentel estará na cidade. “Vou recebê-lo e vou continuar contribuindo ativamente com o trabalho do governador”, esclareceu. Demetrius disse ainda que indicou um nome para ocupar o cargo, mas não quis adiantar maiores detalhes, pois ainda não há uma resposta de Fernando Pimentel. “É uma pessoa diretamente ligada a mim”, resumiu.
Demetrius falou também sobre as eleições municipais do ano que vem e desmentindo informações veiculadas na imprensa local, garantiu que não desistiu da candidatura à sucessão do prefeito Vladimir Azevedo (PSDB). “Ainda é precoce tratar desse assunto, mas é claro que eu tenho o desejo de continuar contribuindo com Divinópolis, dando sequência em um trabalho que foi interrompido. Mas no tempo certo, na hora certa, vamos tomar essa decisão junto com o grupo político, com a família e com a comunidade de forma geral. Desejo eu tenho”, finalizou.

 

Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.