segunda-feira, 12 de Agosto de 2013 06:18h Carla Mariela

Deputado comemora a instrução normativa sobre a comercialização do queijo mineiro para outras regiões

O deputado estadual, Fabiano Tolentino (PSD) participou da entrega da comenda Produtor Rural 2013, na Casa Legislativa na noite da última quinta-feira. Ele parabenizou os produtores rurais que seriam homenageados e falou sobre dois assuntos importantes: c

O deputado estadual, Fabiano Tolentino (PSD) participou da entrega da comenda Produtor Rural 2013, na Casa Legislativa na noite da última quinta-feira. Ele parabenizou os produtores rurais que seriam homenageados e falou sobre dois assuntos importantes: comercialização do queijo mineiro e o debate sobre o código florestal.
Conforme Tolentino, ele fica feliz de saber que existem eventos que valoriza o produtor rural. Ele parabenizou o vereador Nilmar Eustáquio (PP) que é autor da proposição referente ao evento, assim como ele o foi também, quando passou pela Câmara, da comenda do esportista em destaque que homenageia os esportistas de Divinópolis. “Eu acho muito importante porque é um dia de festa, é um dia que realmente todo mundo vem para a Casa Legislativa para festejar e para trazer a família. O produtor rural tem esse clima familiar, além de produzir o alimento que chega às nossas casas. Enfim quero parabenizar todos os produtores rurais”, disse.
O deputado ainda acrescentou que na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) ele é o vice-presidente da comissão de agricultura e pecuária com muito orgulho. “Recentemente na assembleia a pauta só foi sobre agronegócio. Nós tivemos uma instrução normativa, a qual relata que o queijo mineiro que nós tanto brigamos, a partir de agora poderá ser comercializado para fora e para Minas Gerais. Este é um grande avanço para o estado. Nós temos um produto especial, que o mundo inteiro adora e atualmente conseguimos a assinatura desta instrução normativa para realizar esta venda”, afirmou.
Outro assunto importante que o parlamentar destacou está relacionado com o código florestal. Para ele esse é o momento em que Minas Gerais pode se ajustar aos limites da natureza. Segundo Tolentino é preciso que se preserve a sustentabilidade. “Temos que debater o código florestal, senão vamos acabar não tendo mais as nossas florestas, as nossas plantações, a nossa pecuária. O momento agora é de discussão do código florestal e avançamos para ter uma Minas Gerais cada vez melhor”, encerrou.
No encontro do produtor rural, também estava presente o vice-prefeito de Divinópolis, Rodrigo Resende (PDT) e o secretário municipal de Agronegócio Paulo Marius, dentre outras autoridades.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.