terça-feira, 6 de Agosto de 2013 12:36h

Deputado Fabiano Tolentino abre mão do auxílio moradia na ALMG

O Deputado Estadual Fabiano Tolentino protocolou ontem, dia 05 de agosto, um ofício ao Secretário Geral da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), sendo o primeiro deputado que não mora em Belo Horizonte a abrir mão do auxílio moradia no valor de R

O Deputado Estadual Fabiano Tolentino protocolou ontem, dia 05 de agosto, um ofício ao Secretário Geral da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), sendo o primeiro deputado que não mora em Belo Horizonte a abrir mão do auxílio moradia no valor de R$ 2.850,00 (dois mil oitocentos e cinquenta reais).

Esta semana a mesa diretora irá estudar o corte do Auxílio Moradia para os deputados que moram em Belo Horizonte ou na região metropolitana. Esse benefício está previsto na deliberação 2505 de 21 de março de 2011 que regulamenta o inciso III, do caput do art. 2º da resolução 5200.

Adiantando o encaminhamento da mesa, Tolentino, mesmo não morando em BH e sim em Divinópolis, requereu o cancelamento do benefício, alegando que, tendo em vista a proximidade das eleições, não ficará a noite durante a semana na capital, ou seja, irá voltar todos os dias para Divinópolis, sua base eleitoral, o que não justifica o reembolso, pois não estará tendo gasto com moradia.

Novamente Tolentino é exemplo de austeridade, de responsabilidade com o erário público, ele que foi o primeiro deputado mineiro a abrir mão do 14º e 15º salário, e agora trabalha junto aos demais pares para a aprovação da PEC 55/2013 que visa descontar o dia dos deputados faltantes nas Reuniões Ordinárias.

"As manifestações que aconteceram e ainda acontecem em todo Brasil, nos mostraram que temos que abrir mão de alguns benefícios, que não são aceitos pela sociedade, pois somente desta forma podemos mudar o cenário político do nosso país", diz Tolentino.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.