quinta-feira, 21 de Novembro de 2013 04:57h Carla Mariela

Deputado federal participa de debate sobre vetos presidenciais e opina sobre projeto que modifica proposta da LDO de 2013

O deputado Domingos Sávio (PSDB), em entrevista a Gazeta do Oeste relatou que na última terça-feira à noite, houve uma reunião no Congresso Nacional para a votação de alguns projetos de lei. Dentre estes estavam alguns vetos presidenciais. Além dos vetos

O deputado Domingos Sávio (PSDB), em entrevista a Gazeta do Oeste relatou que na última terça-feira à noite, houve uma reunião no Congresso Nacional para a votação de alguns projetos de lei. Dentre estes estavam alguns vetos presidenciais. Além dos vetos foi debatida também neste encontro a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Este projeto de diretrizes é a proposta de número 1/13 do Congresso, o qual modifica a proposta da LDO de 2013 (lei 12.708/12) para reduzir a meta de superávit da União de R$ 155,8 bilhões para R$ 108 bilhões.

 


De acordo com Domingos Sávio, ele estava na reunião representando o seu partido PSDB. Sávio concordou somente com a votação dos vetos presidenciais que estava na pauta do Congresso. Porém, foi contra a votação de alguns projetos, como por exemplo, o que se refere a esta redução da meta de superávit da União. “Eu sou contra a votação desta lei pelo fato do Governo Federal neste projeto querer reduzir a meta de superávit. Isso para mim significa que o Brasil aprovou no ano passado a LDO para este ano, ou seja, nós parlamentares aprovamos esta lei com a expectativa do governo estabelecer um superávit fiscal na ordem de R$100 milhões aproximadamente para amortizar parte da dívida que o governo possui, uma vez que se não ocorrer dessa forma, o país corre o risco de caminhar para uma inflação novamente”, destacou.

 


O parlamentar ainda explicou que o governo está gastando mais do que arrecadando, isso significa que o principal instrumento para o governo controlar a inflação é ele gastar menos, portanto para Domingos Sávio, o governo precisa no final de cada ano ter o superávit de sobra para pagar parte de suas dívidas. “Não concordei com a aprovação deste projeto. Nesta última terça-feira, portanto, como eu estava presente neste encontro, eu alertei que aprovando este projeto estaríamos autorizando o governo a continuar gastando ainda mais esse dinheiro. Eles tentaram neste dia aprovar este projeto e nós estamos segurando para que isso não ocorra”, concluiu.
Na saída da reunião, a secretária de Relações Institucionais, Ideli Salvatti,que também estava presente, afirmou que a votação da LDO depende, de um acordo com o governo, da aprovação de proposta que desobriga a União a cobrir as metas de superávit dos estados e municípios. O deputado Domingos Sávio ontem seria recebido no gabinete da secretária para conversar sobre o assunto e sobre possíveis emendas para o projeto.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.