quarta-feira, 5 de Junho de 2013 09:15h Carla Mariela

Deputado federal se coloca a disposição de prefeito por questões ambientais

Jaime Martins afirmou que o projeto de despoluição do Rio Itapecerica deve ser prioridade na administração municipal

No dia 15 de julho, o prefeito de Divinópolis, Vladimir Azevedo (PSDB), dará início ao projeto de despoluição da bacia do Rio Itapecerica/Pará. Na ocasião, o gestor vai inaugurar a 1ª estação de tratamento de esgoto (ETE). Esta ação faz parte da programação do aniversário do município que teve início no dia 17 de maio e se estenderá até o mês de julho. O deputado federal Jaime Martins (PR) durante as comemorações dos 101 anos da cidade pronunciou sobre a relevância da despoluição do rio.


De acordo com Martins, este projeto de recuperação e salvação do rio Itapecerica tem que ser um projeto prioritário para Divinópolis. Para ele, as questões relativas ao meio ambiente hoje são exigências da própria comunidade, sobretudo com os novos conceitos que as pessoas estão adquirindo com a importância de se preservar o meio ambiente.


O político afirma que o rio Itapecerica é a casa de todos, é a relação mais estreita de cada um dos divinopolitanos com o meio ambiente. Além disso, ele ressalta que é um projeto que deve receber total atenção. “Estou engajado nesta proposta e à disposição de contribuir naquilo que depender de recursos do governo federal. A minha intenção é esforçar para ajudar Divinópolis na salvação do rio. Deixo aqui as minhas congratulações ao prefeito por esta iniciativa e dizer que ele pode contar comigo”, destacou.
Entretanto, o parlamentar relembrou que na campanha eleitoral de 2012, onde o PSDB coligou com vários partidos, uma das propostas que foi colocada em pauta e exigida pelo prefeito em relação aos problemas de Divinópolis foi a questão da despoluição do rio Itapecerica.


A assinatura da ordem de serviço pelo prefeito para a despoluição ocorreu no auditório da Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Itapecerica (AMVI) em maio do ano passado com a presença do presidente da Copasa, Ricardo Simões, o presidente de operação centro leste, Valério Gamboji e demais lideranças políticas. O projeto foi debatido durante algumas reuniões com a Copasa e a partir do próximo mês será colocado em prática.


Vladimir Azevedo disse que quer deixar para a cidade legados e saldos positivos, exemplo disso, é a despoluição, que será símbolo e serviço que ficará para as futuras gerações e servirá para o bicentenário. “O principal presente para Divinópolis neste ano é o efetivo início da despoluição do rio Itapecerica, além de outras obras”, informou.

O rio Itapecerica é um rio mineiro que nasce no morro do Calado, município de Itapecerica. O primeiro nome que recebeu foi Rio Vermelho e na junção entre os rios Gama e Santo Antônio, passou a ter o nome de Itapecerica. Suas águas banham três municípios. Ao passar por Divinópolis corre por 29 km. Nesta cidade seus principais afluentes são: Ribeirão Boa Vista, Córrego Buriti, Córrego do Paiol, Córrego do Neném, Córrego Catalão. Depois de passar pelo Oeste de Minas, o rio Itapecerica deságua no Rio Pará.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.