sexta-feira, 2 de Outubro de 2015 14:01h

Deputados são contra fechamento de turno em escola de BH

Mais uma vez, a Escola Estadual Ordem e Progresso ameaça fechar o turno da noite e o assunto será debatido em audiência

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) quer evitar o fechamento do turno noturno da Escola Estadual Ordem e Progresso, previsto para ocorrer no próximo ano. A escola fica no bairro Nova Gameleira, em Belo Horizonte. Na reunião desta sexta-feira (2/10/15), foi aprovado requerimento do presidente da comissão, deputado Paulo Lamac (PT), e dos deputados João Alberto (PMDB) e Sargento Rodrigues (PDT), para a realização de uma audiência pública com a finalidade de debater o assunto.

O deputado Sargento Rodrigues disse que a medida é excludente e atinge principalmente estudantes pobres que precisam trabalhar e estudar à noite. “É um retrocesso”, criticou. Para o parlamentar, nada justifica a medida, considerando que a escola já tem toda a estrutura para manter o turno da noite. “É a janela do futuro que não pode fechar”, afirmou, ao se comprometer a fazer esforços para impedir o fechamento.

O deputado Paulo Lamac lembrou que no ano passado a escola quis acabar com o turno noturno e foi impedida, graças à atuação de deputados. Segundo ele, a justificativa da instituição é de que foi criada para atender filhos de policiais civis e que à noite são poucos os alunos com esse perfil, o que motivaria o fim do turno. “O fechamento de qualquer escola é excludente e a Ordem e Progresso é referência, o que é ainda mais lamentável”, disse.

A comissão pretende convidar a direção da escola e, ainda, representantes da Polícia Civil e do Governo do Estado para tentar encontrar uma solução durante a audiência pública.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.