quarta-feira, 24 de Outubro de 2012 09:23h Gazeta do Oeste

Dilma 'enfrenta' Aécio e Campos em Campinas, interior paulista

 O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, se uniram em Campinas, interior de São Paulo, para enfrentar a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Aécio desembarca nesta quarta-feira na cidade - terceiro maior colégio eleitoral do Estado, com 785 mil votos - para uma caminhada ao lado do candidato a prefeito Jonas Donizette (PSB), quatro dias depois de a presidente e do ex-presidente realizarem o maior comício da campanha em apoio ao candidato Márcio Pochmann (PT).

Cidade considerada para o PT como prioridade em São Paulo ao lado da capital e de Guarulhos, na Grande São Paulo, Dilma medirá forças com dois dos principais nomes cotados como adversários para a sucessão presidencial de 2014, Campos e Aécio. Donizette terminou o primeiro turno com 47% dos votos válidos, contra 28% do adversário petista - que começou a disputa em julho com 1% das intenções de voto, surpreendendo os adversários. Na primeira pesquisa do Ibope desse segundo turno, divulgada no início da semana passada, o petista teve 39% das intenções de voto contra 45% do adversário. Tecnicamente estão empatados, já que a margem e erro é de 4 pontos.

Campinas foi eleita pelo presidente nacional do PSB prioridade para o partido nesse segundo turno. Ele já participou na semana passada de um evento ao lado de seu candidato e discute diariamente os rumos da disputa local. Para esta quarta-feira, Campos escalou o prefeito eleito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), para acompanhar Aécio na cidade. Depois de vencer a disputa no primeiro turno, derrotando o candidato do PT, Humberto Costa, o novo prefeito da capital de Pernambuco participa do evento para reforçar o crescimento da legenda. Segundo a campanha, a presença de Júlio "em companhia do senador Aécio Neves é uma demonstração da força e do crescimento do PSB no cenário político nacional".

O PSDB, que tem o vice na chapa de Donizette, se empenhou na campanha contra o PT. O governador Geraldo Alckmin (PSDB), principal aliado político do candidato do PSB no Estado, se envolveu nas negociações de apoio e visitou a cidade para fazer campanha no primeiro e no segundo turno. Aécio, que no primeiro turno deixou a cidade fora da lista das que visitou em campanha, decidiu incluir agora Campinas a pedido do partido.

Quem estará em Campinas também nesta quarta-feira é a ex-senadora Marina Silva (AC). Ela vai oficializar o apoio ao candidato do PT, em evento em que será assinado uma carta de compromisso com a campanha do petista. A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente já gravou mensagem de apoio para Pochmann na semana passada e agora estará ao lado do candidato petista. O PV, seu antigo partido, decidiu apoiar nesse segundo turno o candidato adversário, do PSB.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.