sexta-feira, 8 de Novembro de 2013 10:10h

Dilma conhece obras de construção de plataformas da Petrobras no RS

A Petrobras contará a partir de agora com mais uma plataforma, a P-58, de exploração de petróleo e gás. Construída em Rio Grande (RS), ela está prevista no Programa de Aceleração do Crescimento entre as nove novas unidades que serão instaladas pela compa

A Petrobras contará a partir de agora com mais uma  plataforma, a P-58, de exploração de petróleo e gás. Construída em Rio Grande (RS), ela está prevista no Programa de Aceleração do Crescimento entre as nove novas unidades que serão instaladas pela companhia ainda em 2013.

Hoje (8), a presidenta Dilma Rousseff participou da cerimônia de conclusão da P-58 e visitou as obras de construção dos cascos replicantes das plataformas P-66 e P-67 no Estaleiro Rio Grande.

A P-58 tem capacidade de produção diária de 180 mil barris de petróleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás, informou a Petrobras. A plataforma deve entrar em operação ainda neste ano, o que aumentará a produção de petróleo e o alcance da meta de produção, prevista para 2017, de 2,75 milhões de barris/dia.

A Petrobras acrescentou que a P-58 será instalada no Campo de Baleia Azul, na Bacia de Campos, a cerca de 85 quilômetros da costa do Espírito Santo, em águas com profundidade de 1.400 metros. Ela será ligada a nove poços injetores de água e a 15 poços produtores.

A plataforma tem 15 módulos responsáveis pelo processamento e tratamento de óleo, gás e água, além de suporte de tubulações e acomodações para 110 pessoas. Ela pesa 63.300 toneladas e tem altura de 119 metros e comprimento de 330 metros.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.