quinta-feira, 16 de Outubro de 2014 13:08h Daniel Mello – Repórter da Agência Brasil

Dilma defende participação de movimentos sociais em políticas públicas

Em evento de campanha, a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff defendeu hoje (15) a participação dos movimentos sociais na elaboração e execução de políticas públicas

“Eu tenho mais do que um compromisso, eu tenho uma retrospectiva de relacionamento com os movimentos sociais”, disse a candidata, antes de participar de um encontro com professores e estudantes na Avenida Paulista, região central da capital.

Segundo Dilma, em várias ações do governo, as sugestões da sociedade civil foram fundamentais para dar forma aos programas. “Em todos os anos, eu fiz discussões com os movimentos sociais ligados à terra. Todos os nossos planos Safra de Agricultura Familiar são fruto de um processo de discussão, inclusive sugestões dos movimentos sociais”, disse a presidenta.

Em alguns casos, acrescentou Dilma, são feitas parcerias diretas com organizações não governamentais ONGs). “Tivemos uma política muito próxima de alguns segmentos, como, por exemplo, é o caso da parceria com a ASA [Associação do Semiárido], quando fizemos um 1 milhão de cisternas."

Em outros casos, “os movimentos sociais, participando de forma reivindicativa, consultiva, constroem algumas políticas sociais”, ressaltou a candidata petista, referindo-se, por exemplo, ao Programa Minha Casa, Minha Vida – Entidades. “Foi construído pelo pessoal de todos os movimentos de moradia do Brasil”, enfatizou.

Dilma lembrou ainda o Dia do Professor, comemorado hoje. “Se tem uma categoria profissional que o Brasil deveria valorizar, essa categoria é a dos professores.” Para ela, "é importantíssimo" dar salários adequados aos professores. "Temos que atrair brasileiros e brasileiras para ser professores. Hoje, no Brasil falta professor de matemática, de química, de biologia, de física. Nós temos que transformar essa realidade."

De acordo com Dilma, as mudanças na educação serão possíveis com o investimento dos recursos do petróleo. “Eu acredito que nós demos uma passo imenso”, disse a candidata sobre a aprovação das leis que destinam para a área 75% dos royalities do petróleo recebidos pela União e dos royalities do Fundo Social do Pré-Sal.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.