sexta-feira, 19 de Agosto de 2011 18:13h Atualizado em 20 de Agosto de 2011 às 06:53h. André Bernardes

Divinópolis contará com mais 23 novos táxis

Novos pontos de táxi serão instalados em bairros

No final do ano passado a secretaria de Trânsito e Transporte – Settrans, anunciou uma licitação para concessão de mais 25 placas de táxi. Depois de  44 anos operando com apenas 63 veículos, a cidade contará com o total de 86.


Das vinte e cinco placas liberadas, duas deveriam ser para veículos adaptados, porém o valor do veículo custa até R$30 mil mais caro. Com esse impasse, não surgiu nenhum interessado em preencher esta vaga.


Na tarde de ontem, 19, o prefeito Vladimir Azevedo homologou o processo licitatório perante os 23 novos taxistas da cidade. Os candidatos terão até a próxima sexta para apresentar a documentação solicitada pela Settrans e caso o prazo não seja cumprido, o candidato corre o risco de perder a vaga. Entre os contemplados, está o taxista Emerson Vieira, que já trabalhava como comissionário em um táxi. “Foi muita luta e conseguimos através do prefeito. A população ganha e os taxistas também. Já estou trabalhando para apresentar os documentos e o veículo” comemorou.


O secretário adjunto de transportes Gilberto Silva explicou que o candidato tem até 90 dias para apresentar o veículo. Além dos novos veículos, a cidade ganha mais onze pontos de táxi. “ Vamos colocar pontos em bairros como Bom Pastor, São José, Porto Velho, Ipiranga, inclusive em Ermida, onde as pessoas já estão reivindicando há muito tempo” contou.


João Manoel Alves, presidente do Sindicato dos Taxistas contou que no início os taxistas não gostaram da ideia de aumentar o número de veículos, mas com a negociação com o município, o projeto ficou viável. “A categoria achou complicado no início e depois passamos entender que aumentar os táxis seria bom e com negociações achamos que seria viável. Chegamos a um acordo achando que é viável para a cidade. Toda mudança gera desconfiança e temos que esperar para ver” falou.


Na ocasião, o prefeito disse que esta concessão é corajosa e comparou com ações recentes como do Carrapateiro e a retirada dos moradores do Lixão. “É mais um ato histórico, isso era um problema. Seremos a primeira cidade com táxi para deficientes e vamos abrir o edital com a outorga diferenciada. Teremos mais táxis atendendo a população e turistas” disse. Sobre os táxis adaptados, Vladimir disse que o município estudará a melhor forma para incentivar o preenchimento das vagas. “ Nós fizemos a experiência, um edital único, e como vimos que não são viáveis esse adaptados vamos fazer um processo até setembro sem outorga ou com valor simbólico” garantiu.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.