sexta-feira, 20 de Novembro de 2015 10:07h

Domingos Sávio comemora derrubada do veto ao voto impresso

A nova regra se aplica a partir das eleições de 2018

Em sessão do Congresso Nacional, Câmara e Senado derrubaram o veto ao voto impresso da presidente da República. Nas próximas eleições para presidente, governador, senador, deputados federais e estaduais a urna eletrônica deverá imprimir o voto do eleitor.
Foram 368 deputados contra e 50 a favor do veto. Entre os senadores, foram 56 votos contra e 5 a favor. Apenas os parlamentares do PT eram contrários a derrubada do veto. "O PSDB trabalhou unido. Lutamos e vamos dar ao Brasil mais transparência nas eleições. Além da urna eletrônica teremos o voto impresso para não corrermos o risco de sermos roubados. O governo que está aí rouba o povo brasileiro de diversas formas e não merece a confiança na condução deste processo", disse o Deputado Federal Domingos Sávio, um dos parlamentares que defendeu fortemente a derrubada do veto.
A matéria será reinserida na Lei 13.165/15. O texto determina o uso do voto impresso nas urnas eleitorais para conferência pelo eleitor e para posterior auditoria. A regra entrará em vigor nas próximas eleições gerais, em 2018.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.