sábado, 20 de Outubro de 2012 09:31h Gazeta do Oeste

Durante comício, Lula ensina prefeitos a conseguir verba do governo federal

 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acenou com verbas do governo federal para os prefeitos do partido que saírem vencedores no segundo turno das eleições. Em comício, em Santo André, nesta sexta à noite, ele ensinou ao candidato petista à prefeitura da cidade, Carlos Grana, o "caminho das pedras" para conseguir recursos. "Quando você ganhar as eleições, você tem que sentar com o Marinho a aprender o caminho das pedras", disse.

Lula lembrou que o prefeito reeleito de São Bernardo, Luiz Marinho, do PT, que estava ao seu lado, conseguiu muitos recursos do governo federal. "Muitas vezes a imprensa critica, dizendo que o Marinho recebe muito dinheiro e outras cidades não recebem. O Marinho tem competência para apresentar projetos para que o governo federal possa financiar. O caminho das pedras não é ser do PT ou amigo da ministra Miriam Belchior (Planejamento), ou amigo da presidenta Dilma, é ter competência e fazer bons projetos para Santo André", completou.

Em seguida, disse ter "certeza de que a companheira Miriam Belchior, que conhece Santo André como a palma da mão, que é ministra do Planejamento, vai ter sensibilidade para convencer o governo federal a colocar dinheiro nos projetos que o Grana vai fazer." Lula se colocou à disposição dos prefeitos petistas do ABC para intermediar as verbas. "Quando fui presidente eu pude ajudar muito o ABC, mas quando o Grana tomar posse, eu não serei o presidente da República, mas a vida inteira aprendi a reivindicar e quero me colocar à disposição do Grana para fazer reivindicação para melhorar a qualidade de vida do povo."

Lula falou da maratona de viagens que fará nessa reta final para ajudar candidatos petistas, incluindo os Estados do Nordeste - Ceará, Paraíba e Bahia - e a capital do Mato Grosso. Ele lembrou que faz dois aniversários em razão de ter seu nascimento registrado em datas diferentes e pediu outro presente, além do que recebeu no dia 7, com a ida de Grana para o segundo turno. "Eu faço aniversário dia 27, um sábado, e no domingo o presente que quero de vocês é a eleição do Grana." Lembrou que o candidato está na frente nas pesquisas, mas que a eleição só é decidida quando fecha a última urna. "A gente não pode ficar de salto alto", recomendou.

Lula falou pouco mais de oito minutos e justificou o comício relâmpago citando a novela Avenida Brasil, da Rede Globo. "Vou para Mauá terminar o comício antes das oito e meia para permitir que as mulheres e homens vão para casa, para a gente ajudar a achar o Tufão que foi sequestrado." Para ele, a personagem foi a única pessoa boa na telenovela, mas acabou traída dentro da própria casa. "Eu acho que nós os homens temos que ter solidariedade e achar o Tufão hoje para ele poder casar e se feliz o resto da vida."

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.