quarta-feira, 21 de Outubro de 2015 08:45h Jotha Lee

Eleitor poderá fiscalizar apuração das eleições para prefeito utilizando o celular

Os eleitores de todo o país poderão fiscalizar e auditar o resultado da eleição municipal do ano que vem, quando serão renovadas as prefeituras e câmaras municipais de todo país

O eleitor interessado em fazer essa fiscalização vai utilizar o Código QR – um código de barras que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica, segundo informou o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais. A ferramenta permitirá que qualquer cidadão acesse de forma rápida, segura e simplificada as informações contidas nos Boletins de Urna (BU), que são impressos após o encerramento da votação e afixados em quadros de aviso nas seções eleitorais.
Segundo a Justiça Eleitoral, o BU já é disponibilizado na internet após a finalização do resultado da eleição, o que permite a qualquer pessoa conferir se a informação fornecida pela seção eleitoral é a mesma consolidada na totalização do resultado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas, a partir das Eleições Municipais de 2016, com o recurso do Código QR, o eleitor poderá usar seu smartphone ou tablet para fazer a leitura do código que estará estampado no relatório disponível nas seções eleitorais.
O desenvolvimento do aplicativo foi autorizado pelo presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, e não terá qualquer custo para a Justiça Eleitoral, já que o uso do Código QR é livre de qualquer licença. A ferramenta será disponibilizada para os sistemas operacionais iOS e Android. Segundo a Justiça Eleitoral, a utilização do Código QR permitirá que o eleitor faça sua própria auditoria após o encerramento da votação e a impressão do Boletim de Urna. O aplicativo vai gravar as informações e a checagem se tornará mais rápida e precisa.

 

ELEITORADO
De acordo com as estatísticas do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, Divinópolis contabiliza 154.121 eleitores, o que representa 1,015% do eleitorado do Estado, que atingiu a R$ 15,2 milhões de eleitores em outubro. Minas é o segundo colégio eleitoral do país, só perdendo para São Paulo, que já atingiu a 31.9 milhões de votantes.
No período de setembro de 2014 a setembro desse ano, o eleitorado de Divinópolis cresceu 1,72%, subindo de 152.121 para eleitores para os atuais 154.738. A expectativa é que até as eleições do ano que vem, o eleitorado da cidade ultrapasse a 157 mil eleitores.

 

Créditos: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.