quinta-feira, 5 de Dezembro de 2013 04:14h Carina Lelles

Eleitores podem regularizar situação até maio de 2014

Mesmo com o fim do Recadastramento Biométrico, os eleitores que perderam o prazo e querem votar na próxima eleição pode procurar o Cartório Eleitoral

A estrutura, que abrigou durante seis meses o mutirão para o Recadastramento Biométrico, já foi desmontada. Cerca de 20 mil eleitores não compareceram e essa abstenção preocupa por poder prejudicar a eleição de mais representantes, para o município, nas esferas estadual e federal nas próximas eleições.
Para o deputado federal Jaime Martins, a situação tem que ser avaliada em dois aspectos. Primeiro: um número menor de eleitores em Divinópolis em relação a outras cidades dá uma perda para o município de poder político. “Nós temos um poder político aquém da nossa população. No que diz respeito a isso eu acho que temos que ir até o nosso presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e pedir uma suplementação de prazo, uma vez que a eleição só se realizará em outubro de 2014, e pedir que ele nos dê mais dois ou três meses para a gente complementar e fazer aqui uma grande campanha com a ajuda da mídia, no sentido de sensibilizar aqueles eleitores que não compareceram para que efetivamente possam se cadastrar”.
O segundo aspecto, de acordo com o parlamentar é o perfil destes eleitores que não se recadastraram. “Parte destes eleitores que não se cadastraram podem ser pessoas que já faleceram ou que mudaram para outras cidades. A nossa obrigação neste momento é nos dirigirmos ao presidente do TRE e pedir a ele que nos dê uma suplementação de prazo”, afirma Jaime.
A suplementação de prazo foi descartada pela chefe do Cartório Eleitoral de Divinópolis, Cíntia Greco. Segundo ela, o cancelamento do título não é automático, exige todo um processo e enquanto isso os eleitores que querem votar nas próximas eleições podem procurar o Cartório Eleitoral para regularizar a situação.
Em Divinópolis, dos 158.536 eleitores, 137.869 compareceram às unidades de atendimento da Justiça Eleitoral para se recadastrar dentro do prazo, com um índice de abstenção de 13%, o que resulta em pouco mais de 20 mil eleitores.
Além desses eleitores que fizeram o recadastramento, outros 5.331 compareceram aos locais de atendimento da Justiça Eleitoral para transferirem o título para Divinópolis e outros 4.018 fizeram o título pela primeira vez. Dessa forma, estão aptos a votar nas próximas eleições 147.218 eleitores – todos já devidamente identificados biometricamente.
Os resultados foram considerados um sucesso pelo TRE, principalmente tendo em vista que o comparecimento ao recadastramento foi superior aos números correspondentes àqueles que não compareceram à eleição de 2012 (14,69%). Todos os eleitores que compareceram ao recadastramento biométrico tiveram que comprovar o vínculo com o município, de acordo com as normas estabelecidas pela Corregedoria do TRE. Para validar uma revisão biométrica, o TSE considera necessário haver um mínimo de 80% de comparecimento do eleitorado, o que também foi superado, com grande margem, pela Justiça Eleitoral mineira.
Em caso de dúvidas, os eleitores podem ligar para o Disque-Eleitor pelo número 148. A ligação tem custo local.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.