quinta-feira, 16 de Agosto de 2012 09:37h Gazeta do Oeste

Em Mato Grosso do Sul, Campo Grande é a única cidade que pode ter segundo turno

Capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande é a única cidade do estado onde pode haver segundo turno nas eleições municipais de outubro. Isso ocorre, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), porque somente a capital tem mais de 200 mil eleitores. Até junho deste ano, o tribunal contabilizou 561.620 eleitores.

Com 78 municípios, o estado tem 2.449.024 de habitantes, segundo dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Do total, 1.775.005 de pessoas estão aptas a votar no pleito municipal, com base no banco de dados do TRE até junho. Mais da metade do eleitorado (51,4%) é formado por mulheres.

Campo Grande é a maior cidade do estado com uma população estimada em 796.252 pessoas, segundo dados recentes do IBGE. Em 2009, a soma de riquezas do município alcançou R$ 11,6 bilhões, a maior parte proveniente do setor de serviços e comércio (R$ 7,8 bilhões).

A agricultura também ocupa parcela de destaque na economia da cidade. Apesar da agropecuária responder por apenas R$ 107,8 milhões do Produto Interno Bruto (PIB), Campo Grande é o quarto maior produtor de leite e possui o terceiro maior rebanho suíno do estado.

Nas eleições municipais, 206 candidatos disputam as prefeituras dos 78 municípios, conforme informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até o dia 24 de julho. Sete concorrem ao cargo de prefeito de Campo Grande. São eles: Alcides Bernal (PP), Giroto (PMDB), Marcelo Bluma (PV), Reinaldo Azambuja (PSDB), Professor Sidney (PSOL), Suél Ferranti (PSTU) e Vander (PT).

Para vereador, 517 candidatos disputam 29 vagas na Câmara Municipal de Campo Grande.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.