quinta-feira, 10 de Janeiro de 2013 10:33h

Empresários indianos sondam mercado em Divinópolis

O objetivo foi estabelecer contatos comerciais e recolher informações sobre o mercado local, visando possibilidade de negócios futuros.

Um grupo de empresários indianos esteve ontem (9) na Prefeitura Municipal de Divinópolis. O objetivo foi estabelecer contatos comerciais e recolher informações sobre o mercado local, visando possibilidade de negócios futuros.
O grupo indiano atua no mercado de eletrônica, especializado em equipamento de monitoramento, a exemplo do que acontece em Dubai, onde é responsável pela vigilância eletrônica daquela cidade.
Em contato telefônico com o secretário de Governo, Antônio Faraco, a empresa por ser especializada em tecnologias  ao ter conhecimento do projeto que Divinópolis tem sob o intuito de instalar uma ‘Cidade Tecnologica’ na imediações do Centro Industrial, a direção em viagem ao Brasil, se interessou em apresentar seu portifólio de trabalhos ao município, e ainda conhecer as possibilidades de investimentos futuros. “Os empresários indianos tem grande entrada não apenas na Índia, mas principalmente no mercado do Oriente Médio. Na oportunidade foi apresentado o projeto da Cidade Tecnológica para discussões com o município” comentou Faraco.      

UNIDADES INDUSTRIAIS
Interessados no projeto “Olho Vivo”, serviço de monitoramento por câmaras em vias de ser implantado em Divinópolis, os empresários estiveram num primeiro momento reunidos com o vereador Adilson Quadros, ex-secretário de Operações Urbanas e Defesa Social, que os acompanhou ao gabinete do prefeito Vladimir Azevedo. Na Prefeitura, Vladimir enxergou ainda possibilidades mais amplas, uma vez que é desejo do grupo indiano investir no Brasil cerca de oito unidades industriais. Vladimir Azevedo apresentou aos investidores o projeto da Cidade Tecnológica, espaço voltado a empresas do setor de informática e abriu diálogo com os empresários, que pode resultar em provável instalação de unidade industrial no município.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.