sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012 17:58h Atualizado em 18 de Fevereiro de 2012 às 07:38h. Sarah Rodrigues

Encontro Empresarial pretende unir entidades de classe

No dia 23 de março será realizado o Encontro Empresarial no Parque Hotel Pingo de Ouro que tem o intuito de discutir a união de entidades de classe, para conseguirem força política

As entidades de classe são grupos fortes. Formados por empresários de diversos setores, cada uma atua conforme as suas necessidades. Pensando em unir várias entidades, o empresário Geraldo Barros, irá realizar no dia 23 de março o “Encontro Empresarial” no Parque Hotel Pingo de Ouro.
O evento deve ocorrer a partir das 20h30 e após o encontro será realizada uma apresentação com o humorista Saulo Laranjeira. Os ingressos serão vendidos na Gemáquinas e CDL, por R$ 50,00.
De acordo com o empresário, as classes comerciárias precisam atuar de maneira mais forte, pensarem coletivamente para mudarem o cenário. “Este encontro é uma ideia que desenvolvemos há alguns meses e que por necessidade e a obrigação de transformar o pensamento em atitude. Acho que se a gente agir, nós podemos mudar as coisas”.
Além de unir vários empreendedores, Barros ainda pretende estreitar as relações atuais para que todos lutem pelo bem coletivo. “O motivo desse encontro é estreitar laços comerciais, entre fornecedores e clientes. E ainda expandir a rede de relacionamentos comerciais e fazer uma equipe mista formada por todas as entidades, para juntos resolvermos os problemas de toda ordem, principalmente os oriundos da rede pública dos setores prestadores de serviço, como na questão se segurança, de saúde e do lado social e empregatício”, ressalta.
Para Geraldo Barros, é necessário que todas as entidades caminhem juntas e troquem ideias entre as associações. “Nós empresários somos considerados desorganizados perante o poder público, e devido a essa nossa desorganização sempre surgem novas leis, novas regras da noite para o dia, o que está ficando insuportável”.
O empresário acrescenta que a intenção da união é garantir o direito de todos os cidadãos, através do diálogo com os poderes públicos. “O objetivo desse encontro não é fazer uma queda de braço com o poder público, mas dialogar, que é através do diálogo que a gente consegue soluções. Porque chega no ano eleitoral e as coisas mudam e não pode ser somente durante este período porque nós temos muitos representantes”, frisa.
Segundo Barros, devido a falta de diálogo, está mais corriqueiro, a distorção de valores, por isso é importante a união e a discussão sobre todos os temas. “Nós estamos achando que o errado é o certo e o certo é o errado, e o pior é que os nossos filhos, os nossos sucessores estão entrando nessa linha de raciocínio. Estamos contaminados, temos que discutir isso”.
Através do diálogo o empresário acredita que as classes podem opinar e mudar algumas situações existentes. “Nós queremos fortalecer a classe empresarial, não é dividir, nós temos que nos unir para sermos fortes, nós temos que  unir as entidades de classe para termos voz ativa, representatividade política, temos que ter força política porque é através dela que se toma as decisões”, acrescenta Barros.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.