Ermida

Moradores do Jardim Primavera estão na expectativa do início de obras no local

O vice-presidente do Jardim Primavera em Santo Antônio dos Campos (Ermida), Gustavo Mello, comentou sobre as obras que estão prestes a ocorrer no bairro. Conforme ele, o bairro é um local que não teve muitos benefícios nas últimas gestões, mas que a partir de agora estes poderão ser concretizados.
Com o projeto em mãos ele explicou que por meio de um trabalho realizado entre o presidente da câmara municipal, Rodrigo Kaboja (PSL), o prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) e a Copasa; as obras de drenagem pluvial e de esgoto para saneamento no bairro poderão ter início.
Gustavo Mello esclareceu que todo o processo realizado através da Copasa foi acompanhado. “Teve o processo de adequação dos moradores, o processo de adequação dos imóveis, no qual cada morador teve que fazer a sua ligação interna, fazer sua “caixinha” e agora a Copasa já finalizou os prazos para fazer as vistorias finais nos imóveis”, enfatizou.
O vice-presidente ainda informou que ele acredita que até na semana que vem ocorra o início destas obras pelo fato da secretaria de obras e projetos urbanos, por meio do secretário Dreyffus Rabelo, já ter dado o aval. Conforme informações de Gustavo Mello, as máquinas já estão prontas para abrir as ruas e dar o “pontapé inicial”. E o segundo passo da reforma, entretanto, é o projeto de drenagem pluvial e o asfalto no itinerário do ônibus.
A proposta foi feita na Usina de Projetos por meio da Laura Procópio acompanhada pelo engenheiro João Prado. Segundo o vice-presidente do bairro o projeto já está com o presidente da câmara e será entregue o mais rápido possível em uma reunião na “casa” juntamente com o secretário Dreyffus Rabelo para o deputado federal Jaime Martins (PSD) que contribuirá com as obras por meio de recursos conseguidos para estas.
Quanto ao valor das obras, Gustavo Mello, explicou que de acordo com o engenheiro a obra está orçada no valor de aproximadamente R$2,5 milhões que é o valor para fazer a drenagem pluvial e o asfalto. Para finalizar ele relatou que a reforma vai abranger a metade do bairro pelas condições topográficas. Enquanto a outra metade será realizada por meio da Copasa de acordo com o contrato feito com o município que vai ser até 2016.
Por fim, ele concluiu dizendo que a associação e os moradores estão ansiosos com o início destas obras. “Na última gestão tivemos dois vereadores que nada fizeram para o bairro. Nesta gestão com o engajamento do prefeito Vladimir Azevedo e o vereador Rodrigo Kaboja as obras irão acontecer, a associação e os moradores do bairro estão satisfeitos”, encerrou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.