terça-feira, 27 de Novembro de 2012 03:48h Gazeta do Oeste

Estado de saúde de Cachoeira não é grave, diz médico

O estado de saúde do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, de 49 anos, não é considerado grave, mas exige acompanhamento, explicou nessa segunda-feira o médico hematologista Cesar Leite. O contraventor deve permanecer internado até quinta-feira e, segundo o especialista, a maior preocupação no momento é com a parte psiquiátrica: “Ele está oscilando muito nos momentos de calmaria e agitação.”

Cachoeira deu entrada no Instituto de Neurologia de Goiânia às 22h45 de domingo, com um quadro agudo de diarreia e náuseas. Além disso, ele apresentava sintomas de “estresse acentuado, transtorno de conduta e reação mista depressiva”, de acordo com o boletim médico divulgado por volta das 10h30 de ontem. Segundo Leite, as únicas visitas permitidas a Cachoeira são da mulher, Andressa Mendonça, e dos filhos. No entanto, segundo o hematologista, o bicheiro não recebeu visitas ontem de manhã.

O contraventor também está sendo atendido pelo cardiologista Alberto Las Casas e pelo psiquiatra Salomão Rodrigues. “A situação orgânica, que são as náuseas e diarreia, nós conseguimos contornar. O que mais nos preocupa é a parte psiquiátrica. É uma situação comum em pessoas que ficam em regime prisional. Temos que observá-lo”, explica Cesar Leite.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.