sábado, 27 de Agosto de 2011 10:48h Flávia Brandão

Estágio sem padrinhos

Vereador encaminha anteprojeto ao Executivo .Beto Machado tem a mesma proposta tramitando para ser implantada no Legislativo

Conseguir um estágio para colocar em prática os ensinamentos da faculdade ou do curso técnico pode se tornar tarefa difícil, já que o famoso apadrinhamento, popularmente conhecimento como o Q.I, “quem indica”, retira a oportunidade dos estudantes concorrerem de forma igual na busca pelo crescimento profissional. Em Divinópolis, para combater essa situação muitas vezes corriqueira no poder público, o vereador Beto Machado (PSDB) já alguns meses está com o Projeto de Resolução no CM 005/2011, que propõe a implantação do processo seletivo para contratação de estagiários na Câmara Municipal. Agora o vereador levou a mesma idéia ao Executivo Municipal por meio de um anteprojeto.

 

 

Machado explicou que estendeu a ideia do projeto à Prefeitura para oportunizar tanto no poder Legislativo como no Executivo o estágio para aqueles estudantes “que não têm padrinhos”, seguindo o exemplo que já é adotado em outros órgãos públicos. “Nós fizemos essa indicação ao Executivo e a resposta, que tivemos é que seria feito um levantamento técnico e jurídico para que pudesse implantar esse sistema, que é adotado pelo Ministério Público Federal”, declarou.

 

Processo Seletivo

 

De acordo com o artigo 8 A, do Projeto de Resolução no CM 005/2011 - em tramitação na Câmara Municipal para implantar o processo seletivo na Casa -  está previsto que para o preenchimento das vagas é preciso que o estudante  seja aprovado em processo seletivo, que se realizará por meio de análise curricular de caráter eliminatório, observados os requisitos enunciados no art. 2º da Resolução de Nº 391, de 24 de dezembro de 2008, levando em conta ainda: período do curso; média das notas; o curso; e  grade curricular.


O parlamentar espera que na próxima semana o projeto esteja apto para ser votado, uma vez que o pedido de sobrestamento de 60 dias venceu no último dia 25. “Estamos no aguardo que esse projeto estará apto para votação já que está tramitando há quase oito meses. É importante, que seja aprovado e possamos sair na frente com a Câmara Municipal adotando o processo seletivo para os estudantes”, disse.

 

Prefeitura

 

 

De acordo com o chefe do Setor de Assessoria Administrativa, Jesiel Oliveira, atualmente a Prefeitura de Divinópolis tem cerca de 300 estagiários. O servidor afirmou que a Prefeitura recebe currículos de todos os órgãos, instituições, vereadores e cidadãos interessados. Além disso, mantém convênios com várias instituições de ensino superior e técnico não só do município como de cidades da região, a exemplo da Universidade de Itaúna, para contratação de estagiários. 
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.