quarta-feira, 15 de Agosto de 2012 10:07h Gazeta do Oeste

Ex-prefeito agora quer ser vereador em BH

Depois de 10 anos afastado da política, o ex-prefeito de Belo Horizonte Maurício Campos (PR), que administrou a capital de 1979 a 1982 graças a nomeação do então governador Francelino Pereira – naquela época não havia eleição para a prefeitura – volta à cena como principal aposta da coligação com o PSDB para puxar votos e eleger uma bancada com quatro a seis vereadores na capital. Em 1992, ele tentou voltar ao comando da capital, mas perdeu o segundo turno da eleição para o atual candidato do PT, Patrus Ananias. Aos 79 anos, ele se diz um entusiasta da política e quer contribuir para melhorar a imagem do desgastado Legislativo municipal.

Antes de ser prefeito, Campos foi professor de engenharia por mais de uma década na Universidade Federal de Minas Gerais. Mineiro de Rio Pomba, depois de deixar a PBH, ele foi deputado federal por cinco mandatos. No último, em 2002, sofreu um acidente quando voltava de sua fazenda em Rio Pomba para BH, e chegou a ficar em coma. Depois de passar por diversas cirurgias, uma lesão  o deixou com dificuldades de mobilidade, motivo pelo qual faz fisioterapia diariamente.

Hoje se sentindo recuperado, o candidato disse ter como ideal finalizar a carreira política como vereador, a exemplo do que ouviu de Zezinho Bonifácio (influente político mineiro que chegou a presidir a Câmara na década de 1960). “Ele me disse em 2002, quando estava para me aposentar, que ele o faria mas não sairia da vida pública. Ia voltar a Barbacena e ser candidato a vereador. Quis fazer o mesmo em Rio Pomba mas precisava ter residência fixa. Então os amigos disseram: por que não em BH, onde foi prefeito? E aqui estou”, conta. Como dois principais feitos que o credenciam, Campos elege as obras do Arrudas e o Parque das Mangabeiras. “A primeira é a obra da razão, a outra do coração”, conta. Para o presidente municipal do PR, Leonardo Portela, o ex-prefeito será o grande puxador de votos da chapa. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.