quarta-feira, 23 de Setembro de 2015 09:43h Atualizado em 23 de Setembro de 2015 às 09:45h. Jotha Lee

Ex-vereador morre aos 97 anos vítima de pneumonia

Divinópolis sepulta filho do ex-prefeito, Pedro X Gontijo

Divinópolis viveu uma terça-feira de perdas na política e no setor empresarial com a morte de dois homens que marcaram a vida pública da cidade. Ontem, no final do dia, foi sepultado o corpo do empresário Ascânio Gontijo e à tarde, morreu o ex-vereador José Gonçalves de Melo, o Zé de Melo, vítima de pneumonia.
Os dois foram lembrados e reverenciados em discurso feito durante a sessão de ontem da Câmara Municipal, pelo presidente da Casa, Rodrigo Vasconcelos de Almeida kaboja (PSL). Ele lembrou que Zé de Melo deu importante contribuição para o desenvolvimento de Divinópolis e afirmou que a cidade “ficou mais pobre com a morte de Ascânio Gontijo”.  “Falar de Ascânio Gontijo é o mesmo que falar do pioneirismo do transporte coletivo ligando Divinópolis a Belo Horizonte e do turismo levando divinopolitanos a todas as partes do mundo”, disse Rodrigo Kaboja.
O empresário Ascânio Gontijo faleceu na noite da última segunda-feira e o sepultamento ocorreu ontem no Parque da Serra, com a presença de inúmeros amigos. O prefeito Vladimir Azevedo (PSDB) decretou luto oficial de três dias, lembrando que Gontijo era “um cidadão de reputação ilibada e filho do ex-prefeito Pedro X. Gontijo, um dos fundadores do município de Divinópolis”.
Em seu discurso na Câmara, Rodrigo Kaboja, lembrou que Ascânio era o terceiro filho de Pedro X. Gontijo e seu primeiro trabalho foi o de trocador e motorista da empresa de ônibus Cruzeiro do Sul, pioneira no transporte de passageiros entre Divinópolis e Belo Horizonte. Com a venda da Cruzeiro do Sul, Ascânio abriu sua própria empresa, criando a Ascânio Turismo, voltada para o segmento de viagens e turismo. Seus filhos dão sequência ao trabalho do pai através da Ascânio Turismo e da Exdil, administrada por seu filho, Ascânio Júnior, que integra o consórcio do transporte coletivo urbano de Divinópolis.
O presidente da Câmara lembrou, ainda, que o Legislativo prestou uma última homenagem à família de Ascânio Gontijo, ao conceder o título de Cidadão Honorário 'post mortem' a seu pai, Pedro X. Gontijo. “O título foi concedido através de um Decreto Legislativo de minha autoria mas que contou com o voto e a aprovação de todos os vereadores desta legislatura. Ascânio Gontijo fez questão de vir a esta Casa receber o primeiro e único título de cidadão honorário 'post mortem' concedido pela Câmara Municipal de Divinópolis. Aquele foi um momento emblemático, emocionante e que permitiu a Ascânio Gontijo um resgate da sua vida com a história de seu pai”, relembrou Rodrigo Kaboja.

 

EX-VEREADOR
No início da tarde, aos 97 anos, faleceu o ex-vereador José Gonçalves de Melo, o Zé de Melo. Natural da cidade de Cláudio, Zé de Melo fez história em Divinópolis, sendo eleito vereador em 15 de novembro de 1962 e empossado em janeiro de 1963 com mandato até janeiro de 1967.
Zé de Melo participou de várias comissões da Câmara e deu o nome de Dr. Dulphe Pinto de Aguiar à antiga praça Conde Candidés, no Porto Velho. Segundo Rodrigo Kaboja, ele “trabalhou pela rede esgoto no Porto Velho e interessou-se por buscar, no Rio de Janeiro, subsídios sobre lei de obrigações da cidade”.
O corpo de Zé de Melo foi velado no plenário da Câmara Municipal e até o fechamento dessa edição ainda não havia informações sobre o horário e o local do sepultamento. Nos arquivos do Legislativo,as informações sobre seu currículo são limitadas e não há registros fotográficos.

 

Créditos: Geovany Corrêa/CMD
Créditos: Ascânio Gontijo compareceu à Câmara Municipal no ano passado para falar sobre a história da cidade
Créditos: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.