sábado, 6 de Junho de 2015 03:53h Atualizado em 6 de Junho de 2015 às 03:56h. Jotha Lee

Fabiano Tolentino pode ser candidato a prefeito

Deputado diz que concorrerá se for aprovado o mandato de seis anos na reforma política

Da forma como está hoje a legislação eleitoral, o deputado estadual Fabiano Tolentino (PPS) pretende continuar na Assembleia. Porém, se for aprovado o mandato de seis anos para prefeito na reforma política, ele deverá disputar a sucessão do prefeito, Vladimir Azevedo (PSDB). “Pode estar no contexto da reforma política o mandato de seis anos e aí a gente tem que pensar, porque eu tenho certeza que um dia vou concorrer à Prefeitura de Divinópolis. Porque é um sonho de todo político ser prefeito dessa cidade”, afirma o deputado, que está no seu segundo mandato.
Embora garanta que ainda não definiu por uma candidatura a prefeito no ano que vem, Fabiano Tolentino já tem o seu projeto na ponta da língua. “Com um mandato de seis anos, a gente poderia tentar nos primeiros dois ou três anos ajustar algum problema que possa existir, depois das contas analisadas, e depois tentar fazer em três anos as obras reivindicadas”, analisa. “Dentro desse contexto eu não descarto a possibilidade. O partido hoje me força muito a ser candidato, isso porque vai ter uma união com a fusão do PPS com o PSB e a intenção é colocar candidatos nas maiores cidades de Minas, como é o caso de Divinópolis”, acrescenta.
O deputado, que começou sua vida pública na Câmara Municipal, obtendo a maior votação da história do Legislativo com mais de cinco mil votos, apesar de decidido a aceitar uma candidatura a prefeito, diz que a decisão precisa ser bem pensada. “A gente tem que pensar, tem que estudar, o sonho a gente não pode descartar, porque eu sonho em ser prefeito de nossa cidade. Porém, a gente tem outros projetos em nível do Legislativo, mas tenho certeza que a gente vai saber escolher bem”, acrescenta.

DESAFIOS
Fabiano Tolentino diz que a cidade ainda tem desafios que deverão ficar para a próxima gestão. Entre eles, o parlamentar cita a despoluição do Rio Itapecerica, que começa pelo tratamento do esgoto, cuja concessão já foi entregue à Copasa. A companhia, que já cobra a tarifa pelo tratamento dos resíduos, diz que está dentro do cronograma e que até o final do ano que vem todo o esgoto da cidade já estará sendo tratado.
Tolentino classifica também os sistemas de saúde e segurança como dois importantes desafios para o próximo prefeito. “No meu entendimento, os maiores desafios atuais para Divinópolis são, além do tratamento do Itapecerica, a saúde e a segurança, que só poderão ser vencidos com a união de todos”, finaliza.
Aos 41 anos, completados no dia 25 de fevereiro, Fabiano Tolentino está no segundo mandato na Assembleia Legislativa. Foi o vereador mais votado da história de Divinópolis, com 5.155 votos, exercendo mandato entre 2009 e 2011. Vitorioso na eleição de 2010, deixou a Câmara para assumir a função de deputado estadual. As principais regiões de atuação política são a Centro-Oeste e a Central. Os municípios de maior votação foram Divinópolis, Carmo do Cajuru e Belo Horizonte.


Crédito: Jotha Lee

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.