quarta-feira, 5 de Fevereiro de 2014 05:16h Simião Castro

Falta de transporte deixa alunos sem aula

Problemas com licitação impediram que o serviço de Transporte Escolar Municipal rodasse normalmente

Com o começo do ano letivo nas escolas municipais, alguns alunos não puderam voltar à sala de aula. Faltou ônibus para o Transporte Escolar, fornecido pela prefeitura.
Moradores e estudantes do bairro Jardinópolis chegaram a ir para os pontos, mas o ônibus não passou. A filha do motorista, Roberto José Elói, foi uma que ficou esperando o ônibus e perdeu a aula ontem.
Ela faz o oitavo ano do ensino fundamental na Escola Municipal Dona Maria Rosa, no bairro Realengo, e depende do transporte. “Pagar não tem condição”, diz o pai.
Ele conta que ligou na escola para confirmar o horário do ônibus e foi informado de que não havia alteração. Entretanto, ele diz que a filha e muitas outras crianças do bairro ficaram esperando em vão. “Hoje de manhã [ela] ficou no ponto, esperou, não veio ônibus. Depois teve o comentário de que vai demorar uns quinze dias ou mais para liberar o transporte”, disse Roberto.
No fim da tarde de ontem a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), divulgou uma nota em que garante que o Transporte Escolar vai voltar à normalidade até o fim da semana. E que a razão para o transtorno foram os “entraves burocráticos do processo licitatório” do serviço, já superados.
O texto diz ainda que parte dos ônibus voltam a correr hoje, mas que para os alunos atendidos pelas escolas Raio de Sol, Helena Antipoff, A.A. Vida, Professora Veneza e Estadual Antônio Belarmino (Mata dos Coqueiros), o Transporte Escolar será normalizado só amanhã.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.