Faturamento de Duda Mendonça continua alto mesmo com julgamento do mensalão

Mesmo com o julgamento do mensalão em andamento, Duda Mendonça continua requisitado e bem pago para mostrar as virtudes de candidatos pelo país. A relevância dos clientes deste ano passam longe da campanha de 2002, quando ele elaborou a campanha vitoriosa de Lula ao Planalto, mas as cifras continuam altas. Se na campanha lulista o marqueteiro faturou cerca de R$ 11 milhões, seu cacife ainda lhe renderá até o fim da disputa, em média, R$ 20 milhões pela atuação em Jundiaí (SP) e Fortaleza.

 

Duda foi considerado réu na Ação Penal 470 sob a acusação de transferir recursos de forma irregular para contas em paraísos fiscais e não declarar R$ 11,2 milhões recebidos das empresas de Marcos Valério. Na época, viu seu status ruir no meio publicitário. Os grandes clientes fugiram aos poucos. No entanto, permaneceu no mercado atendendo campanhas menores e outras nem tanto. Foi sob sua responsabilidade que Roseana Sarney (PMDB) venceu o governo do Maranhão, Ricardo Coutinho (PSB) assumiu o comando da Paraíba e Marta Suplicy (PT-SP) voltou ao Senado em 2010.

 


Em 2012, na capital cearense, Duda foi contratado como consultor da campanha de Elmano de Freitas (PT) à prefeitura. O próprio candidato admitiu em entrevistas e debates a parceria com o marqueteiro. "O Duda Mendonça é acusado de algo que já ocorreu há 10 anos. Ele é um bom publicitário e eu não vou condená-lo a não poder trabalhar", comentou. De acordo com interlocutores de campanhas cearenses, o preço da consultoria do marqueteiro é de no mínimo R$ 10 milhões.

 

 

 

 

 

 

EM

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.