quinta-feira, 28 de Julho de 2011 09:23h Atualizado em 28 de Julho de 2011 às 09:28h. Flávia Brandão

Favorável ou contra ?

Parlamentares se manifestam sobre o aumento no número de vereadores

O aumento no número de vereadores foi anunciado pelo presidente do Legislativo Municipal, Pastor Paulo César (PRB), durante entrevista coletiva a imprensa no mês de julho, inclusive foi levantada a possibilidade de reformas na estrutura da Câmara ainda esse ano se houver dotação orçamentária. O projeto que altera o número de cadeiras deverá ser votado um ano antes do período eleitoral, ou seja, até outubro e tende a ser alterado para 21 parlamentares. Fazendo uma prévia sobre o tema, que divide a opinião pública, a reportagem procurou todos os 12 vereadores - que irão votar o projeto (o presidente não vota) - sendo que sete se mostraram favoráveis. Confira a resposta de cada parlamentar:


Adair Otaviano (PMDB)

“Nós vamos ter que regulamentar conforme determina a Constituição Federal. A representatividade do cidadão diminuiu quando passamos de 19 a 13 levando em conta que estamos em uma cidade de 220 mil habitantes. O prejuízo que pode trazer é internamente, hoje cada vereador tem de três a quatro assessores e no futuro pode ter menos porque o repasse da Prefeitura será o mesmo, então será a hora de trabalhar internamente para o bom funcionamento da Casa. Mas para a cidade a representatividade irá voltar à realidade, a altura da cidade”


Anderson Saleme (PR)

“Parece que é uma resolução ou emenda constitucional com 24 faixas populacionais sendo que Divinópolis está defasada e tem que se adequar. Se a gente tiver a liberdade de escolher entre 19 a 21 eu prefiro o menor número. Agora se não for obrigatório acredito que 13 são suficientes”


Beto Machado (PSDB)

“Em 2004, fui um dos lutadores para retornar o número de vereadores. Eu era suplente na época em que houve a redução e fui inclusive presidente do Movimento de Defesa dos Vereadores (MODEVE) lutando para a aprovação da PEC 333. Cidades como São Sebastião do Oeste tem cerca de 5 mil habitantes e possui nove vereadores, ou seja cerca de  600 eleitores para cada parlamentar. Em Divinópolis, são 160 mil eleitores sendo cerca de 12300 eleitores para cada vereador. Então sou favor de aumentar o número para diminuir essa diferenciação de representação e também porque fiz parte da luta para aprovação da PEC”


Heloísa Cerri (PV)

“Aumentar o número de vereadores terá um alto custo financeiro, com mais cargos comissionados, cabide de emprego para cabo eleitoral. Qual a diferença entre ter 13 ou 21 vereadores? Faz diferença no bolso do contribuinte. Quanto à função de fiscalizar, denunciar, aprovar lei, nada há na administração municipal que 13 parlamentares não possam fazer no lugar de 21 ou 19. E quem argumenta que o aumento de vereadores não vai causar aumento da despesa, está convicto de que o brasileiro tem curta lembrança”

 

Edmar Rodrigues (PRTB)

“Outros municípios menores como São Sebastião do Oeste que tem cerca de 5 mil habitantes tem nove vereadores, ou seja, para Divinópolis 13 vereadores é pouco para atender a cidade. Antes tínhamos 19, acho que é um bom número e sou favorável a voltar ao que era melhorando a representatividade”

 

Edson Sousa (sem partido)

“Isso é uma brincadeira estão querendo aumentar em 67% o número de vereadores. Têm que aumentar em 67% o número de médicos no Pronto Socorro, de educadores, policiais, assistentes sociais, garis. A classe política está desacreditada porque parece que vive em uma casta, não vivem no planeta Terra, eles só fazem leis para protegê-los. Democracia sempre foi o governo de quantidade, mas temos que procurar a qualidade da democracia. Estão com argumentos de estatística que não condizem com a realidade que em certos municípios com x eleitores para cada vereador. Não queremos essa visão racional do poder queremos é ter esperança para transparência, moralidade, vereadores com qualidade. Sou a favor de mais investimento público e menos político.
 

Geraldinho da Saúde (PR)

“Sou a favor do aumento porque a comunidade irá estar mais bem representada, ou seja, é mais democrático. O poder econômico ainda predomina na representação política e é importante dar mais espaço para representantes do povo, como lideranças populares, presidentes de bairros, de associações. Também teremos um maior equilíbrio entre parlamentares da oposição e situação e o Executivo terá que debater mais os projetos”


Rodyson do Zé Milton (PSDB)

“A Constituição determina que é obrigatório o aumento.Particularmente sou contra porque acredito mais no qualitativo do que no quantitativo. 13 são suficientes, até nove bem qualificados dariam conta. Teremos que cortar despesas para pagar salário de assessores, de novos parlamentares e acredito que o atendimento ao cidadão irá ficar prejudicado, o apoio logístico aos parlamentares e também a questão da estrutura física para comportar novos vereadores”


Hilton de Aguiar (PMDB) -

“Sou favorável aos 21. Se o repasse independe do número de vereadores acredito que mais representantes é melhor para a cidade. Divinópolis está crescendo e comparada a cidades menores seu número de representantes é inferior”
 

Milton Donizeti (PRTB) -

“Sou favorável porque não irá aumentar os gastos, mas sim aumentar a representatividade”


Paduano (DEM) -

“Entendo que é importante o aumento porque o repasse continua sendo 6%, ou seja, a despesa não irá aumentar e vamos ter mais vereadores trabalhando para a população, para o bem comum”


Roberto Bento (PTdoB) -  O parlamentar estava viajando e não foi possível fazer contato.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.