terça-feira, 4 de Agosto de 2015 13:48h

Fernando Pimentel autoriza retomada das obras da LMG-754 entre Curvelo e Cordisburgo

Serão investidos R$ 85,7 milhões no trecho de 43 quilômetros que reduzirá tempo de viagem entre a região e Belo Horizonte

Demanda antiga da região, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, assinou nesta terça-feira (4/8), durante o lançamento do Fórum Regional de Governo Território Central, em Curvelo, despacho para retomada das obras de pavimentação da rodovia LMG-754. A estrada, que liga Curvelo a Cordisburgo, tem 43 quilômetros de extensão, sendo 40,2 quilômetros de rodovia e 2,7 quilômetros da Avenida Brasil na área urbana, que terá pista dupla. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 85,7 milhões e as intervenções deverão terminar em 500 dias.
Em seu discurso, Fernando Pimentel destacou a retomada de obras no Estado como uma das principais ações desenvolvidas neste primeiro semestre de governo, apesar das dificuldades financeiras encontradas e do déficit de R$ 7 bilhões previstos para este ano. “Encontramos 772 obras paralisadas. Já pagamos R$ 500 milhões em faturas atrasadas e agora estamos retomando as obras”, afirmou.
Além de beneficiar diretamente a população da região, a pavimentação do trecho da LMG 754, lembrou Pimentel, vai encurtar em cerca de 20 quilômetros o trajeto entre Curvelo e Belo Horizonte. O trecho também facilitará o acesso de quem vem do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha para as regiões Central e Metropolitana, além de diminuir o tráfego de veículos nas BRs 135 e 040, aumentando a segurança dos motoristas.
Pimentel também ressaltou a necessidade de a população de cada um dos 17 Territórios de Desenvolvimento do Estado (regiões que receberão os fóruns regionais) de comparecer às rodadas de participação, para auxiliar o governo na elaboração do Plano Plurianual de Ações Governamentais (PPAG).
“O governo vai discutir com vocês ponto por ponto as demandas da região, porque isso vai ser incorporado no Plano Plurianual de Ação Governamental. É o plano que a Assembleia aprova e que regula o investimento do Estado nos próximos dois anos. Por isso, é importante vocês participarem dessas decisões”, afirmou. Neste primeiro ano, os Fóruns têm como objetivo levantar prioridades de cada território, para orientar a elaboração do PPAG, que será apresentado à Assembleia já neste semestre.

Adesões
Para uma plateia de quase 500 moradores de Curvelo e dos 17 municípios que integram o Território Central, Pimentel disse confiar no modelo de gestão escolhido por sua administração. “Tem muita gente que é contra esse modelo. Mas é o jeito que nós fazemos, que é chegar perto, ouvir, escutar críticas quando são verdadeiras e sinceras, ter a sinceridade e falar a verdade”, destacou.
Durante a instalação do fórum, lideranças políticas e de movimentos sociais da região demonstraram apoio à determinação do governador de regionalizar as ações do Estado e dividi-lo em 17 regiões para ouvir melhor a população.
Representando os movimentos sociais, o presidente da Federação dos Pescadores e Aquicultores de Minas Gerais, Valtim Quintino da Rocha, afirmou que, a partir de agora, não será mais preciso esperar tanto tempo para que as demandas do setor sejam atendidas. “Os pescadores abraçaram a causa. Esperamos 16 anos para apresentar nossas demandas”, disse.
Prefeito de Três Marias, Vicente de Paulo Resende também defendeu a iniciativa do governador em ouvir as diferentes regiões do Estado. “Tenho certeza que ninguém mais terá de esperar mais 12 anos para ser recebido pelo governo”, completou.
O presidente da Assembleia Legislativa de Minas, Adalclever Lopes, salientou em sua participação que o Executivo pode contar com o apoio do Legislativo para desenvolver as ações e definições dos fóruns. “O governo está fazendo um projeto para que os recursos do Estado sejam rigorosamente aplicados nas necessidades dos mineiros”, disse.
Também participaram da instalação do Fórum em Curvelo secretários de Estado, representantes de associações municipais da região, deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, além de lideranças de diversos movimentos sociais.
Integram o Território Central os municípios de Curvelo, Abaeté, Augusto de Lima, Biquinhas, Buenópolis, Cedro de Abaeté, Corinto, Felixlândia, Inimutaba, Monjolos, Morada Nova de Minas, Morro da Graça, Paineiras, Pompéu, Presidente Juscelino, Santo Hipólito e Três Marias.

Crédito (fotos): Verônica Manevy/Imprensa MG

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.