terça-feira, 29 de Setembro de 2015 12:29h

Fernando Pimentel recebe embaixador do Japão no Brasil

Encontro em Belo Horizonte tratou de possibilidades de novos investimentos para Minas Gerais

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, recebeu, nesta segunda-feira (28/9), no Palácio da Liberdade, a delegação da embaixada do Japão no Brasil e empresários japoneses, liderados pelo embaixador do Japão no Brasil, Kunio Umeda. Além de empresários que já têm empreendimentos no estado, outros que desejam investir em Minas Gerais participaram da reunião de prospecção de negócios.

“Eles solicitaram informações da economia mineira para viabilizar novos investimentos no estado”, informou o chefe da Assessoria de Relações Internacionais do Governo do Estado de Minas Gerais, Rodrigo Perpétuo.

O presidente da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil, Toshifumi Murata, convidou o governador Fernando Pimentel para participar de uma das reuniões mensais feita pelo grupo em São Paulo, como homenageado, ainda neste ano.

Também participaram da reunião o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais  (Codemig), Marco Antônio Castello Branco, o presidente da Companhia Energética de Minas Gerais  (Cemig), Mauro Borges, o cônsul geral do Japão no Rio de Janeiro, Katsuhiko Komai, o cônsul honorário do Japão em Minas Gerais, Wilson Brumer, além de representantes das empresas Panasonic do Brasil Limitada, Mitsubishi Elwetric, Itochu do Brasil, Norio Matsui, Nec Latin America,  Banco de Tokyo-Mitsubishi UFJ Brasil S/A, e da Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jica).

Relação entre Japão e Minas

Em 20 de agosto deste ano, o governador Fernando Pimentel recebeu comitiva japonesa, liberada pelo vice-governador da província de Yamanashi, Makoto Yamashita. O objetivo da comitiva japonesa era conhecer o papel de Minas Gerais nas Olímpiadas do Rio de Janeiro, em 2016, e, assim, auxiliar a província nos Jogos Olímpicos de 2020, que terão como sede Tóquio. Durante a visita, foi assinado um protocolo de cooperação mútua entre Minas e Yamanashi.

No histórico da atuação das agências japonesas em Minas Gerais estão o financiamento, por parte do JBIC (Japan Bank for Internacional Cooperation), da implantação da Etapa II do Projeto Jaíba, de fruticultura, e de pavimentação de estradas.

Balança comercial

No ano passado, o Brasil exportou para o Japão o equivalente a US$ 6,72 bilhões e importou US$ 5,9 bilhões. As exportações mineiras para o Japão chegaram US$ 1,93 bilhão e as importações somaram US$ 252,2 milhões.

Nos primeiros oito meses deste ano, as exportações mineiras para o Japão caíram 44,36%, em relação a igual período de 2014, totalizando US$ 722,76 milhões no período. O país asiático foi o quinto maior comprador de produtos originados em Minas Gerais.

No mesmo comparativo, as importações mineiras foram a US$ 124 milhões, com um aumento de 10,58% no período, ficando o Japão em décimo lugar no ranking dos países exportadores para Minas Gerais.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.