segunda-feira, 6 de Outubro de 2014 09:13h Mariana Gonçalves

Filas não diminuem após horário de encerramento das votações

Por determinação do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TER), os eleitores teriam até as 17h para a realização do voto.

Porém, como o método biométrico apresentou diversas falhas, às 18h a equipe de reportagem ainda encontrou filas com até 30 pessoas esperando para votar nas seções eleitorais de Divinópolis. É válido destacar que após as 17h, foram distribuídas senhas para as pessoas que já estavam aguardando na fila quando o horário estipulado chegou ao fim.
Nas escolas que a equipe percorreu, praticamente todas as reclamações encontradas foram sobre as dificuldades da biometria, como culpadas pelas grandes e demoradas filas. A aposentada, Maria de Lurdes, contou que chegou por volta das 16h10 na Escola Estadual Martin Cyprien, até as 17h30 ela ainda não tinha conseguido votar. “Em toda eleição eu costumo chegar esse horário por estar mais vazio, mas dessa vez eu estou bastante surpresa porque as filas estão bem grandes e já escutei aqui muitas pessoas como eu, de mais idade, reclamarem dessa demora toda”, destaca.
“Esse sistema de votação desse ano está muito ruim porque demora demais, quando era só assinar era até mais rápido, tinha filas, mas não ficamos horas esperando”, contou o comerciante, Júnior Sousa. A demora em votar fez com que várias pessoas desistissem de esperar, algumas até por questões de saúde tiveram que abandonar a fila. “Meu pai já é de idade e faz hemodiálise, então fica bem debilitado. Veio tentar votar no período da manhã e no fim da tarde, porém, não conseguiu ficar, é complicado para pessoas como ele esperar muito em uma fila”, afirma Lúcia Carvalho.
Vanilda Fernandes está com um dos pés engessado e contou com a ajuda dos familiares para chegar ao local de votação. Ficou horas na fila e por não conseguir esperar mais, voltou para casa sem votar. “Minha irmã está com o pé quebrado, a trouxemos para votar, porém, como tinha muitas pessoas na fila, ela foi embora, estava reclamando de muita dor no pé” contou Vanessa Fernandes.

 

 

 

 

TEMPO POR ELEITOR

Em entrevista ao sistema MPA de Comunicação o juiz, Orlando Israel de Souza, responsável pela 102ª Zona Eleitoral em Divinópolis, explicou que já era previsto pelo TRE um atraso durante as votações. No entanto, isso já estava sendo avisado aos eleitores por meio de campanhas publicitárias. “Foi pedido aos eleitores que se deslocassem o mais cedo possível às seções de votação já na tentativa de evitarmos um atraso no fechamento das votações.”
Pessoas que atuam nas áreas de construção civil, que manuseiam diariamente produtos de limpeza, ou fazem atividades que causem cortes nos dedos, foram os principais prejudicados no processo biométrico de votação. Diversas sessões eleitorais registram problemas de reconhecimento da digital. A recomendação do TRE era tentar o reconhecimento da digital no mínimo oito vezes, com um tempo de quinze segundos para cada tentativa. Ainda assim, houve eleitores que utilizaram o processo antigo, das assinaturas.

 

 

 

TROCAS
Segundo o Cartório Eleitoral de Divinópolis, no município apenas quatro urnas eletrônicas tiveram que ser substituídas após apresentar defeito técnico.

 

 

Crédito: Mariana Gonçalves

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.