quinta-feira, 31 de Março de 2016 13:36h Agência Brasil

Firjan diz que foi alvo de vandalismo por defender impeachment

A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) disse que foi alvo de atos de vandalismo após manifestar publicamente sua posição relativa à crise política no país. A entidade é favorável ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff

A sede da Firjan, no centro do Rio, e as unidades do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) em Laranjeiras e na Tijuca, respectivamente, foram pichadas com frases contrárias à saída da presidenta.

Em nota, a Firjan criticou as pichações e defendeu a livre manifestação de pensamento como parte da democracia. “O debate de ideias é o que há de mais saudável numa sociedade pluralista e inclusiva. É onde repousam a beleza e a força da democracia reconquistada no Brasil. Cabe à sociedade, independentemente de diferenças de opinião, lutar para preservá-la acima de qualquer interesse pessoal ou partidário.”

A entidade registrou boletim de ocorrência na 4ª Delegacia Policial (DP), no centro do Rio de Janeiro, e defende a punição para os autores das pichações. “A democracia sempre vencerá o vandalismo”, diz o texto.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.