quinta-feira, 24 de Janeiro de 2013 04:25h Carla Mariela

Flávio Ramos explica sobre os benefícios da TV Câmara Digital

Conforme o Diretor de Comunicação da Câmara será um avanço a transmissão do sinal 24 horas

O Diretor de Comunicação da Câmara de Divinópolis, Flávio Ramos, esclareceu, como está o andamento para a possibilidade de implantação do projeto TV Câmara Digital no Poder Legislativo. Conforme, Flávio Ramos, a TV Câmara surgiu em 2009, quando foram comprados os primeiros equipamentos para a transmissão das reuniões ordinárias. Paralelo a isso foi apresentado um projeto junto ao Ministério das Comunicações através da Câmara Federal, um projeto piloto no Brasil, que permite a instalação nos Municípios das primeiras TVs Câmaras Digitais.
De acordo com o diretor, está na lei, que a partir de 2016 todas as televisões abertas do Brasil, terão que se adequar a essa mudança de sinal analógico para o digital. Como o sinal digital permite a instalação de novos canais, no Brasil foi criada a rede legislativa de TV Digital e para isso são mais de 5.500 Municípios existentes no país, onde os principais e mais capacitados Municípios que desenvolviam trabalhos de transmissão das reuniões das Câmaras foram escolhidos para serem os primeiros a receber a autorização para operar no sinal 24 horas que é o sinal digital e um canal próprio, isso significa que a Câmara de Divinópolis terá um canal próprio de televisão.
Entretanto, Flávio Ramos, disse que a abrangência desse canal é limitada a Divinópolis, mas a exibição das reuniões pode passar também, em algumas cidades próximas. Dessa forma, houve uma parceria com as Câmaras da região “Contratamos uma empresa que elaborou esse projeto do sinal digital aqui, ele já foi apresentado ao Ministério das Comunicações e agora nós estamos esperando que o Ministério autorize o canal a iniciar as suas operações. Nós já temos uma publicação que garante a Câmara de Divinópolis o canal de número 25. Agora, caberá a Câmara comprar os equipamentos para operar no sinal digital. Então é um investimento da ordem de R$700 mil reais porque nós vamos utilizar a torre do Município, então vai ficar um investimento mais barato”, ressaltou.
Com as contenções de despesas que estão ocorrendo na Câmara Municipal neste 1º semestre de 2013, segundo Flávio Ramos, não haverá a possibilidade de compra desses equipamentos, mas ele tem o pensamento positivo que no 2º semestre caso perceba que as contas possam se adequar a realidade financeira da Câmara, encaminhar uma solicitação ao presidente Rodyson do Zé Milton (PSDB), para que pelo menos inicie a compra desses equipamentos de transmissão do sinal digital. “É muito importante nós operarmos no sinal 24 horas porque primeiro nós teremos o controle do canal de televisão e do conteúdo que ali será transmitido. Claro que com o conteúdo todo voltado para os assuntos do legislativo, divulgando e acompanhando tudo aquilo que acontece no Município, e eu acredito que haverá uma mudança significativa até do processo legislativo em si, porque além das transmissões das reuniões ordinárias e de todas as reuniões que a Câmara realiza nós também vamos passar a transmitir os debates, as reuniões das Comissões Permanentes”, declarou.
Para o diretor de comunicação, a partir do momento que os vereadores e a comunidade passarem a valorizar mais as reuniões das Comissões Permanentes e a tramitação das leis; os projetos serão debatidos com mais intensidade antes de chegarem ao plenário, pois quando chegarem já foram transmitidas tantas reuniões, tantos debates, que na hora de votar, o vereador terá uma condição muito melhor de acordo com aquilo que deseja a comunidade porque o debate foi travado antes.
Atualmente, de acordo com Flávio Ramos, essas comissões se reúnem e fazem reuniões mais objetivas que às vezes não contemplam um debate mais aberto com a comunidade e a partir do momento que estas transmissões passarem acontecer, a comunidade entendendo a dinâmica da Câmara e participando destas reuniões, os assuntos serão analisados de forma mais detalhada. “Nós vamos nesse sentido, provocar uma antecipação do debate das leis e isso é de fundamental importância para a consolidação e para uma melhoria da qualidade da democracia das próprias leis, porque elas podem ser corrigidas através de emendas antes do debate travado no plenário, olha o avanço que isso vai acontecer. Vai ser uma mudança de mentalidade que nós vamos provocar com a TV Câmara priorizando as transmissões das reuniões das Comissões, sendo que isso vai ser muito importante para todos nós”, finalizou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.