quinta-feira, 31 de Outubro de 2013 05:11h Carla Mariela

Francisco Martins poderia assumir vaga de deputado neste mandato se não tivesse saído do PDT

Conforme informações, uma ação que foi protocolada pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) estadual possibilita o aumento do número de deputados de Divinópolis na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O fato é que o partido está solicitando o

Conforme informações, uma ação que foi protocolada pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) estadual possibilita o aumento do número de deputados de Divinópolis na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O fato é que o partido está solicitando o mandato do deputado estadual Tenente Lúcio, que deixou a legenda para se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).

 


Ainda de acordo com especulações, o objetivo é fazer com que o partido, que tinha uma bancada na Assembleia Legislativa de cinco parlamentares e passou a ter três, quer recuperar parte do espaço e acusa o antigo integrante de ter lhe aplicado um golpe, pois apesar de ter assinado o desligamento do PDT em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em 2 de agosto, a mudança não foi comunicada à Justiça Eleitoral nem ao Legislativo estadual até 2 de outubro, quando venceu o prazo de dois meses para os interessados requererem a vaga por infidelidade partidária.

 


Ainda não se sabe quem ficará com a vaga em caso de vitória. O primeiro da fila seria o sindicalista Luiz Carlos Miranda, mas ele trocou o partido pelo Solidariedade (SDD). Em seguida vem Doutor Ronaldo, que é vice-prefeito de Sete Lagoas. O outro da lista seria o ex-vice prefeito de Divinópolis, Francisco Martins, que recentemente anunciou a sua saída do PDT e da vida política.

 

Após a saída de Francisco Martins, quem pode ficar com a vaga, no caso de sucesso na ação do PDT, é Carla Melo, de Ibirité. Agora, é aguardar a decisão da justiça.

 

Em contato com Francisco Martins para saber a sua opinião sobre esta notícia, ele estava participando de uma reunião e não pôde nos atender.

 

Relembre a saída de Francisco Martins na vida política:

O ex-vice prefeito de Divinópolis e atual empresário, Francisco Martins, em entrevista a Gazeta do Oeste, confirmou o encerramento da sua participação na vida política.
Conforme Francisco Martins, ele coloca fim na sua vida pública, uma vez que ao longo dos anos em que esteve inserido na política, percebeu que discorda bastante do sistema político atual do Brasil.
Segundo ele, quando fazia parte da política, sentia contrariedade em determinados momentos. “A política no país não me representa, pois o sistema político do Brasil está falido. A partir de agora como cidadão eu quero contribuir com ações voluntárias para a cidade. Quero dizer que esta foi uma decisão segura e madura”, destacou. Para Martins, a política é um teatro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.