sexta-feira, 15 de Julho de 2011 14:11h André Bernardes

Funcionários terceirizados da Assistência Social recebem salário atrasado

Funcionários terceirizados que prestam serviços para prefeitura em entidades de assistência social tiveram um atraso no pagamento do mês de julho. O dinheiro repassado pela prefeitura deveria ter sido pago até o quinto dia útil.


Em Divinópolis, quinze entidades prestam serviço para a prefeitura. São mais de 300 funcionários, porém apenas duas tiveram o repasse atrasado prejudicando dezoito funcionários. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Social, Paulo dos Prazeres, a prefeitura está tentando melhorar o convênio com as instituições, porém as entidades que tiveram o pagamento atrasado, foi devido a falta de documentação. “Há uma diferença na administração pública e administração privada. Temos uma metodologia e devido a falta de alguns documentos, houve este atraso. Estamos empenhados para que isso não aconteça mais” disse Paulo.


As outras treze entidades receberam o repasse em dia. Paulo diz que as entidade tem um papel fundamental na cidade  e que a prefeitura quer colaborar com as instituições.


Na segunda-feira o pagamento atrasado começou a ser normalizado e na tarde de ontem, a situação foi totalmente regularizada. Os profissionais que tiveram o salário atrasado são educadores e monitores de projetos sociais. “Eles não são funcionários públicos. Eles são terceirizados e o pagamento deles não é no último dia do mês como o salário dos concursados” contou. Duzentos e oitenta e dois profissionais terceirizados receberam o pagamento em dia. “Essas instituições ajudam muito o município,ajudam mais do que dão problema. Por isso nos empenhamos em ajudá-las” completou Paulo.


Na semana passada, aconteceu a conferência municipal de Assistência Social, onde um dos assuntos debatidos foi a valorização do profissional tanto pela parte salarial quanto na capacitação. Paulo dos Prazeres diz que a prefeitura está trabalhando para que nos próximos meses, todas as instituições recebam o pagamento em dia, sem prejudicar os profissionais com os ajustamentos feitos entre a prefeitura e as instituições.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.