terça-feira, 17 de Abril de 2012 11:23h Carla Mariela

Geraldinho da Saúde busca soluções para pacientes que necessitam de transporte para tratamento

Ontem, 16, às 14hs, foi realizada na Casa Legislativa de Divinópolis, uma reunião dirigida pelo vereador Geraldinho da Saúde (PR), e o líder de Governo Edmar Rodrigues (PSD), e que reuniu representantes da Secretaria Municipal da Saúde (Semusa), e pacientes, com o objetivo de solucionar os problemas relacionados ao transporte, pautados por meio dos pacientes presentes na reunião. Os doentes que necessitam do transporte afirmam que é preciso que essa condução seja realizada de forma correta e adequada.
Conforme o aposentado, Rildo César de Sousa, é preciso que haja um transporte de maneira mais rápida. “Tendo em vista que eu sou um paciente transplantado de medula óssea e se faz necessário que eu tenha um transporte diferenciado, não exclusivo, houve a necessidade dessa denúncia pelo fato de que a Secretaria de Saúde não estava conseguindo me atender dentro do necessário, então estive na Comissão de Direitos Humanos da Câmara para fazer essa reivindicação, para que a secretaria me fornecesse o transporte de forma adequada, e tendo em vista essa reunião hoje, creio eu que sim, a secretaria vai fazer o possível para me atender e disponibilizando o veículo de alguma forma que vai me atender de forma correta, de maneira que os médicos pedem não que seja uma exclusividade e regalia, e sim uma necessidade”, declarou.
A dona de casa, Carine Kely Torres dos Santos, ressaltou que a sua reivindicação era em relação ao motorista que não a esperava, e que por causa disso, ela teria que vir no próximo ônibus, sendo que essa situação causava transtornos para ela e suas duas crianças. “Tem motorista que me deixa em Belo Horizonte para eu voltar para Divinópolis no próximo ônibus, e às vezes não coincide meu horário com o que o ônibus tem para sair de Belo Horizonte, a minha reivindicação é justamente para que eles fiquem me esperando, pois não faz sentido eu ficar dentro de um hospital psiquiátrico todo cheio de grades com meus filhos junto com adolescentes menores infratores e usuários de drogas algemados. Agora, com essa reunião, o motorista será obrigado a me esperar, essa foi a alternativa encontrada para a minha reclamação”, explicou.
De acordo com o parlamentar Geraldinho da Saúde, as reivindicações foram feitas e possíveis alternativas para a solução deles foram encontradas. “Foi feita uma convocação por parte da equipe da Secretaria de Saúde, e estiveram presentes aqui os profissionais do setor de transporte, assistência social do TFD, e que passaram para nós o relato do que foi exposto, uma vez que pacientes que utilizam o transporte,  eu acho que falta às vezes é a comunicação, pois quando há uma interação entre a população e o setor técnico, tudo começa a funcionar. Na primeira reivindicação que tivemos já foi encontrada uma solução para o problema, bastava um convênio novo e dentro desse convênio conseguimos atender a mãe com as duas crianças, e por último o paciente Rildo que faz tratamento, é transplantado e necessita desse transporte para que seja mais ágil, e quando eles chegarem a Belo Horizonte, que eles possam voltar a Divinópolis de forma rápida”, esclareceu.
A responsável pelo tratamento fora de domicílio (TFD) e assistente social da prefeitura, Andréia Cristina de Oliveira, relata as possíveis alternativas para solucionar as reivindicações pautadas na reunião. “Nós vamos averiguar a situação de cada um para chegarmos a uma conclusão que realmente facilite a vida do paciente”, afirmou.
As reivindicações foram feitas, o parlamentar Geraldinho da Saúde juntamente com o líder de Governo, Edmar Rodrigues, conduziram a reunião, os 4 representantes da Semusa: Andréia Cristina, Inês Leão, Giovane e Soraia, ouviram as reclamações e afirmaram que vão analisar cada uma das reivindicações e solucionar da melhor maneira possível para que o transporte chegue até os pacientes de maneira adequada atendendo cada caso.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.