quarta-feira, 10 de Junho de 2015 13:56h

Governador e ministro da Integração Nacional lançam edital de licitação para a Barragem Congonhas

Gilberto Occhi garantiu também a retomada das obras da Barragem de Berizal e a continuidade das obras de transposição do Rio São Francisco

O governador Fernando Pimentel participou, nesta quarta-feira (10/6), ao lado do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, do lançamento do edital de licitação para contratar as obras da Barragem Congonhas, reivindicação de quase duas décadas dos municípios do Norte de Minas para assegurar o abastecimento de água na região.
A licitação integra o Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), com investimento previsto de R$ 183 milhões. Na oportunidade, foram anunciados também novos investimentos de cerca de R$ 10 milhões da Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério de Integração Nacional, por meio de medida provisória, para obras emergenciais contra a seca, como a instalação de adutoras e a contratação de caminhões-pipa.
As obras da Barragem Congonhas devem ser concluídas em três anos. O lago principal vai comportar 600 milhões de metros cúbicos de água e devem beneficiar cerca de 500 mil habitantes de municípios localizados na Bacia do Rio Verde Grande e no Vale do Jequitinhonha. A expectativa é de que as obras gerem 20 mil empregos diretos e indiretos na região.
“Essa iniciativa mostra mais uma vez o apoio da presidenta Dilma Rousseff a Minas Gerais e mostra o empenho do nosso governo para retomar obras que estavam paradas e são uma demanda de quase 20 anos”, afirmou o governador.
Fernando Pimentel anunciou ainda que, na próxima semana, os secretários de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, Paulo Guedes, e de Desenvolvimento Regional, Política Urbana e Gestão Metropolitana, Tadeu Martins Leite, irão a Brasília para tratar de outras obras emergenciais para o Norte de Minas, como a Barragem de Berizal. As obras começaram em 1997, sendo embargadas em 2002 pelo Conselho Estadual de Política Ambiental de Minas Gerais (Copam), sob alegação de falta de licença ambiental.
De acordo com o ministro Gilberto Occhi, a presidenta Dilma Rousseff também já “sinalizou positivamente” para as obras de Berizal. “A princípio, o orçamento dessa obra será de R$ 80 milhões a R$ 100 milhões, e a presidenta Dilma já tem essa informação. Falta finalizar as soluções que estavam paradas aqui”, comentou.

Transposição do Rio São Francisco
A continuidade do projeto de transposição do Rio São Francisco neste ano também foi garantida pelo ministro da Integração Nacional. Conforme o ministério, já foram aplicados R$ 32 milhões na revitalização e aproximadamente R$ 90 milhões, ainda serão investidos. “O total de R$ 128 milhões será aplicado grande parte em Minas Gerais ainda neste ano. O recurso está garantido no ajuste fiscal do governo federal”, assegurou.
O projeto impacta também os estados de Pernambuco, Bahia, Sergipe e Alagoas e, segundo o ministro, 75% das obras estão concluídas. “A obra da transposição deverá ser concluída ao final deste ano. Os eixos Norte e Leste estão com andamento igualitário e queremos entregar 50 quilômetros em cada um desses trechos. Até maio de 2015, aplicamos R$ 600 milhões e, até dezembro, serão mais R$ 800 milhões, aproximadamente”, acrescentou o ministro Gilberto Occhi.
Também participaram da solenidade, além dos secretários Paulo Guedes e Tadeu Leite, os secretários de Governo, Odair Cunha, Transportes e Obras Públicas, Murilo Valadares, o secretário-geral da Governadoria, Eduardo Serrano, e a secretária adjunta da Governadoria, Alcione Martins.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.