sexta-feira, 22 de Maio de 2015 13:56h

Governador recebe comitiva da Suécia para estreitar parceria comercial

Grupo comandado por ministro e embaixador sinalizou interesse em firmar parcerias com empresas e universidades de Minas Gerais

O governador Fernando Pimentel recebeu nesta sexta-feira (22/5), no Palácio da Liberdade, uma delegação ministerial da Suécia, que está em visita de prospecção de negócios em Minas Gerais. Liderados pelo ministro da Indústria, Comércio e Inovação, Mikael Damberg, e pelo embaixador da Suécia no Brasil, Per-Arne Hjelmborn, a comitiva conheceu o cenário econômico do Estado e convidou o governador para visitar Estocolmo, a fim de estreitar os laços comerciais. Segundo Pimentel, a visita à Suécia deve ocorrer em meados de junho, possivelmente com a participação de representantes do governo federal.
O governador destacou a importância da visita da delegação e comentou da expectativa de atrair investimentos suecos. "É uma alegria recebê-los. Minas Gerais sente-se honrada com a visita dessa importante comitiva. Temos muitas possibilidades de investimentos em Minas, uma enorme expectativa com a Suécia, parceira antiga do Brasil e do nosso Estado", afirmou.
De acordo com o ministro Mikael Damberg, há amplo espaço para a cooperação entre Suécia e Minas Gerais, além da possibilidade de "interação direta entre empresas e universidades suecas e as instaladas no Estado, para além das relações entre os governos", disse. "Vamos trabalhar para fazer um programa em que possamos atuar juntos, a partir das oportunidades de visita à Suécia que se aproxima", complementou.
A Suécia é um dos maiores produtores de minério de ferro da Europa, com uma produção de cerca de 70 milhões de toneladas. Está também entre os maiores exportadores de papel, celulose e produtos madeireiros. Já Minas Gerais é o maior produtor brasileiro de minério de ferro e abriga grandes grupos siderúrgicos e de mineração, como Vale, Vallourec, Arcelor Mittal e Usiminas.
No ano passado, as vendas mineiras para a Suécia somaram US$ 110 milhões, com destaque para café, carne, óleos e veículos de transporte. As importações mineiras do país europeu atingiram US$ 38 milhões. A aproximação entre o Estado e a Suécia também podem beneficiar o setor aeronáutico de Minas Gerais. Em 2013, o governo federal fechou acordo com a sueca Saab para aquisição de 36 caças para a Força Aérea Brasileira (FAB). Uma das metas do Governo de Minas Gerais para fortalecer a economia estadual é consolidar as áreas de conhecimento, inovação e tecnologia.
Além da visita ao governador, a agenda da delegação em Belo Horizonte inclui, também nesta sexta-feira, participação no seminário "Inovação do Setor de Mineração - A Experiência Sueca e a Brasileira". O seminário é uma promoção conjunta da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Embaixada da Suécia, Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) e Sindicato da Indústria Mineral do Estado de Minas Gerais (Sindiextra).
Participaram do encontro os secretários de Estado de Governo, Odair Cunha, da Governadoria, Eduardo Serrano, e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, além do chefe da Assessoria Internacional do Governo de Minas Gerais, Rodrigo Perpétuo. Estiveram presentes ainda os presidentes da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), Marco Antônio Castello Branco, e da Companhia Energética de Minas Gerais, Mauro Borges.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.