segunda-feira, 29 de Junho de 2015 12:08h

Governo autoriza pagamento do Prêmio Fundação Clóvis Salgado de Estímulo às Artes Cênicas

Estado priorizou o compromisso com o aporte financeiro e autorizou a Seplag a liberar o valor total de R$ 350 mil para cobrir as despesas do prêmio

A Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), a Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e a Fundação Clóvis Salgado (FCS) conseguiram reverter a delicada situação do Prêmio Fundação Clóvis Salgado de Estímulo às Artes Cênicas. Sensibilizado com o problema, o Governo priorizou o compromisso com o aporte financeiro e autorizou a Câmara de Orçamento e Finanças da Seplag a liberar o valor total de R$ 350 mil para cobrir as despesas do prêmio.
O secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, disse que esses recursos, que deveriam ter sido pagos ou liberados no ano passado, traduzem o esforço do Governo Fernando Pimentel no sentido de reconhecer e enfatizar a importância da produção cultural na vida de Minas Gerais.
Para o presidente da FCS, Augusto Nunes Filho, a notícia foi recebida com entusiasmo pela instituição. “Em breve, entraremos em contato com os vencedores para os devidos encaminhamentos e a definição da solenidade de entrega da premiação”.
Com prêmios que variam entre R$ 120 mil e R$ 75 mil, o edital contemplou três projetos de Belo Horizonte e dois do interior do estado, sendo um de Ouro Preto e outro de Viçosa.
Na categoria Prêmio Marcello Castilho Avellar, o vencedor foi Cangaral Produções Artísticas, com o espetáculo “La Nonna”. Pela primeira vez, um dos vencedores do Prêmio Estímulo terá como palco para suas apresentações o Grande Teatro do Palácio das Artes.
Na categoria Montagem – Teatro e Dança, venceram: Associação Cultural Pigmalião Escultura que Mexe, com o espetáculo “Alguém”, e Companhia Suspensa, com o espetáculo “Contaminação”.
Na categoria Circulação do Interior – Teatro e Dança, venceram Teatro Diadokai (Ouro Preto), com o espetáculo “Fim de Partida”, e Grupo Impacto (Viçosa), com o espetáculo de dança urbana “In Sanidade”. Os vencedores dessas duas categorias cumprirão temporadas no Teatro João Ceschiatti do Palácio das Artes.

Prêmio
O Prêmio Fundação Clóvis Salgado de Estímulo às Artes Cênicas integra a política de Estado de fomento ao teatro e à dança. Entre seus objetivos está incentivar a criação, a montagem e a circulação de espetáculos.
Importantes textos premiados obtiveram sucesso de público e crítica como “Bolsa Amarela”, da Zero Cia de Bonecos; “Todas as Belezas do Mundo”, da Companhia Clara; “Amores Surdos”, do grupo Espanca! e “Isso é Para Dor”, da Primeira Campainha, entre outros.
A premiação contempla valores em dinheiro, além do direito a utilizar os acervos de figurinos, adereços e serviços da Fundação Clóvis Salgado, disponibilizados em seu Centro Técnico de Produção, bem como apoio em Assessoria de Imprensa, mídias digitais, impressão de programas, cartazes e placa externa a ser afixada na Avenida Afonso Pena.
Os projetos inscritos foram avaliados por uma comissão composta por profissionais das artes cênicas da Fundação Clóvis Salgado e da sociedade civil.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.