quinta-feira, 4 de Dezembro de 2014 10:27h

Governo de Minas assina novos protocolos com investimentos superiores a R$55 milhões

Projetos envolvem diferentes setores da economia e irão gerar cerca de 1 mil novos empregos diretos e indiretos em Minas Gerais

Empresas dos setores da agroindústria, eletroeletrônicos e químico, assinaram nesta semana protocolos de intenção junto ao Governo de Minas Gerais, com assistência do Instituto de Desenvolvimento Integrado (INDI), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), para ampliação e expansão de suas atividades no Estado. Ao todo, serão cerca de R$ 56 milhões em novos investimentos, com geração de mais de 1 mil novos empregos, diretos e indiretos, nas regiões Norte, Sul e no Triângulo Mineiro.

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Rogério Nery, a atração de novos projetos aponta a ampliação da competitividade do Estado. “Os protocolos assinados revelam que o Estado tem garantido atratividade para receber investimentos nos mais diversos segmentos econômicos. Um exemplo disso é que entre os anos de 2003 e 2013, foram atraídos mais de R$ 182 bilhões em novos projetos, movimentando e diversificando a economia de Minas”, afirmou.

Ultrapassando os R$ 47 milhões, a Agropecuária Varzelândia S/A (Agropeva), localizada no Jaíba, foi uma das empresas que firmaram protocolo junto ao INDI. Atuando com a criação, produção, seleção e comercialização de cabeças de gado - com destaque para a seleção de gado Nelore, além da comercialização da soja nos municípios de Jaíba, Varzelândia, Matias Cardoso e Capitão Enéas, no Norte de Minas-, a empresa pretende expandir suas atividades no setor agroindustrial em uma nova unidade.

Com a expansão, a expectativa é que a criação seja duplicada, chegando a 20 mil cabeças de gado para corte por ano, com geração de mais de 100 empregos diretos e indiretos. “Estamos muito entusiasmados com o investimento e com o atual momento econômico para o setor que permitirá crescer e desenvolver não só a região, mas também a economia mineira”, afirma Ney Bruzzi, representante da Agropeva.

Durante a assinatura do protocolo, Raimundo Benoni, secretário de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), parabenizou a iniciativa e destacou a necessidade de se atrair novos investimentos para a região. “O INDI tem trabalhado de forma notória para a criação de novas oportunidades na região Norte de Minas, assim como a firmada hoje”, afirma.

A Sun Produtos Químicos LTDA, que há mais de três décadas atua na área de produtos químicos e de higienização para manutenção industrial e tratamento de efluentes, também viu em Minas Gerais a oportunidade de crescimento e expansão. Por meio do protocolo, a empresa com sede em Uberlândia, pretende aumentar não só as vendas, mas o número de fornecedores, hoje concentrados nas cidades de Divinópolis, Belo Horizonte, Uberlândia e São Paulo. “Com expansão da área, estimada em cerca de 3 mil m², nosso faturamento aumente em mais de 40% somente no primeiro ano”, afirma do representante da empresa, Raimundo Domingo Filho.

Com investimentos de R$ 4,5 milhões, firmado em protocolo assinado nesta semana, a Fabritec, Indústria Comércio, Importação e Exportação de Equipamentos, irá expandir sua planta em Varginha, no sul de Minas, com desenvolvimento de produtos na área eletrônica.  Recém adquirida pela empresa Enermax (também com sede em Varginha), a marca é voltada para desenvolvimento e comercialização de autotransformadores, filtros de linha e no Breaks irá produzir filtros específicos, carregadores USB padrão para celulares e computadores de diferentes marcas, além de estabilizadores. “O nosso produto é diferenciado, o que facilita nossa inserção no mercado. Com o investimento, nossa expectativa é que o faturamento cresça em mais de 200%”, acredita o diretor geral da empresa, Hicham Yassin Ibraim.

Comércio Atacadista

Nesta semana também foi assinado protocolo com a empresa Showtec Indústria e Comercio de Eletrônicos Ltda, que atua com Comércio atacadista de equipamentos elétricos de uso pessoal e doméstico. Segundo informações da Showtec, o investimento tem como finalidade a implantação de uma unidade industrial destinada à fabricação de eletroeletrônicos, localizada em Santa Rita Sapucaí. Ao todo, seriam investidos R$ 1,36 milhão, com geração de 40 empregos diretos.

Com os novos investimentos, o INDI supera a marca de 160 protocolos assinados em 2014, com um volume superior a R$ 12 bilhões. Para a presidente do Instituto, Monica Cordeiro, os números revelam o trabalho que a o Governo de Minas, por meio da Secretaria e do INDI tem desenvolvido junto às empresas do Estado. “Nosso foco é a diversificação da economia e aumento da confiança do empresariado no Estado de Minas Gerais“, finaliza.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.