quarta-feira, 25 de Março de 2015 12:05h

Governo de Minas Gerais firma parcerias para melhorar a gestão das águas no Estado

Vice-governador Antônio Andrade assina o Pacto das Águas para revitalização das bacias hidrográficas durante comemorações da Semana da Água

Na semana em que se comemora o Dia Mundial da Água, o Governo de Minas Gerais anunciou importantes parcerias para melhorar a gestão dos recursos hídricos no Estado. Os acordos foram assinados nesta quarta-feira (25/3) pelo vice-governador Antônio Andrade durante o evento “Água Sustentável para Todos”, realizado na sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), em Belo Horizonte. As novas ações se somarão à força-tarefa já criada pelo governo para buscar soluções para a falta de água no estado.
Foram firmados três acordos. Um deles, o Pacto das Águas, é uma parceria entre o governo e os comitês de bacias hidrográficas de Minas Gerais, cujo objetivo é propor ações e compromissos para a revitalização das bacias. Entre as ações, está a reestruturação do Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, em especial o Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), além da revitalização e proteção dos rios de Minas Gerais.
Antônio Andrade ressaltou a necessidade da participação da população no enfrentamento da gestão hídrica e destacou as ações já desenvolvidas pela nova administração estadual. “Ao constatarmos a existência de escassez de água em várias regiões de Minas Gerais, procuramos, de forma transparente, mostrar aos cidadãos mineiros a grave situação, porque a transparência é a marca deste governo”, destacou.
O vice-governador ainda lamentou o fato de Minas não ter se preparado para evitar o problema. “Sempre nos orgulhamos em dizer que somos a caixa d’água do Brasil, pois aqui nascem importantes rios. Se é verdade que, historicamente, a região do semiárido mineiro há muito sofre com a escassez de água, também é verdade que o Estado não se preparou para essa situação”, afirmou.

Cooperação
O governo de Minas Gerais assinou acordo de cooperação com a Itaipu Binacional para a implementação do Programa Cultivando Água Boa, que desenvolve ações socioambientais relacionadas a conservação dos recursos naturais e da biodiversidade, com foco na conservação de bacias. Por meio de decreto, será criado um grupo de trabalho que será responsável por estudar e incorporar ao Estado práticas e experiências já implementadas pela empresa.
O secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Sávio Souza Cruz, destacou o pioneirismo do governo nas ações. “Passaremos a ser o primeiro Estado a adotar esse programa, recém-premiado na Organização das Nações Unidas (ONU), o que mostra que, para o governo de Minas Gerais, a questão da conservação das águas não se resume apenas a questões de engenharia. Temos compromisso com a educação ambiental, com a conservação dos solos, com a preservação das nascentes”, disse.
Durante o evento, foram lançadas duas cartilhas educativas. A primeira, “A nossa água de todo dia”, publicada pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e parceiros, pretende mostrar a importância do monitoramento da qualidade da água e como ela pode afetar a geração de energia e a saúde.  A segunda, “Nascente – o verdadeiro tesouro da propriedade rural”, propõe uma reflexão sobre a importância das nascentes.
Também estiveram presentes no evento a presidente da Companhia de Abastecimento de Minas Gerais (Copasa), Sinara Meirelles, os secretários de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, João Cruz Reis Filho, de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa, de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, Paulo Guedes, a defensora-pública geral de Minas Gerais, Christiane Neves Procópio, e o presidente da Comissão Extraordinária das Águas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Iran Barbosa; além de representantes da Itaipu Binacional e outros órgãos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.