quarta-feira, 18 de Novembro de 2015 12:11h

Governo de Minas Gerais libera mais R$ 39 milhões para escolas estaduais

Recursos serão para obras em mais 133 instituições de ensino de 72 municípios. Em mobiliário, serão beneficiadas 580 escolas em 278 municípios

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE), liberou, somente neste mês, mais de R$ 39 milhões para escolas estaduais a serem investidos em obras e na compra de mobiliário. A maior parte dos recursos é destinada para reformas: são R$ 30.636.852,35 para realização de obras em 133 escolas de 72 municípios. O restante, R$ 8.801759,70, será destinado para compra de mobiliário e equipamentos.
Os recursos já foram descentralizados para as Superintendências Regionais de Ensino e já começam a ser transferidos para as caixas escolares. Desde o início da gestão até o mês passado, o Governo já havia liberado mais de R$ 109 milhões para a realização de obras. Com esta nova leva, o montante ultrapassa os R$ 140 milhões em investimentos na infraestrutura das escolas da rede.
Dentre as obras liberadas, estão as reformas nas escolas estaduais Doutor Isidoro Epifânio (Conceição do Pará), Alberto Barreiros (Teófilo Otoni), Dr. João Beraldo (Carlos Chagas), Paulina Rigotti de Castro (Machado), Padre José Maria (Santa Maria do Suaçuí), Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli  (Uberlândia), Ormezinda Alves Duarte (São Sebastião da Vargem Alegre) e Professora Maria Augusta Vieira Corrêa (Três Pontas), cujos valores, para cada uma, ultrapassam a casa dos R$ 500 mil.
Esta é mais uma liberação de recursos do Governo que atende demandas deixadas pela gestão anterior. As obras nas escolas haviam sido licitadas, mas os recursos não haviam sido liberados pelo governo passado. De fevereiro a outubro, o Governo já havia liberado mais de R$ 109 milhões para a realização de obras em 585 escolas de 306 municípios.
Agora, o montante atinge R$ 140.019.753,60. O investimento em infraestrutura nas escolas vem suprir uma demanda por reformas de quase 75% das 3.654 unidades escolares do Estado, verificada quando a atual gestão assumiu a Pasta, em janeiro deste ano.
Já os recursos para mobiliário se destinam à compra de equipamentos como armários, arquivos, bebedouros, fogões, geladeiras, dentre outros. A maioria, no entanto, será investida na aquisição de equipamentos de segurança para as escolas. Das 580 escolas que irão receber recursos, 411 vão adquirir sistema de segurança (câmeras de vídeo e/ou alarme). Essas escolas estão distribuídas em 278 municípios de diversas regiões do estado.


Obras retomadas
Outras 13 obras de escolas, em dez municípios, foram retomadas esse ano, via Departamento de Obras Públicas (Deop). Essas obras foram iniciadas na gestão anterior, entre 2012 e 2013, e paralisadas nos últimos meses de 2014. São reformas de restauração e de construção de novos prédios escolares que totalizam R$ 72.731.883,66.
Entre essas escolas estão, por exemplo, a Escola Estadual Governador Milton Campos (o Estadual Central), de Belo Horizonte, que passa por uma reforma geral e de restauração dos prédios históricos, e a Escola Estadual Timóteo Lisboa Guerra, de Jaíba, no Norte de Minas, que ganhará um novo prédio para atender seus 370 alunos. Todas as obras já estão sendo executadas.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.