quarta-feira, 12 de Setembro de 2012 11:15h Gazeta do Oeste

Governo do Estado terá mais R$ 6,1 bilhões para segurança e obras de infraestrutura

Comprovando a boa saúde das contas públicas de Minas, alcançada com o Choque de Gestão, Anastasia assinou protocolo com o Governo Federal para garantir recursos
O governador Antonio Anastasia garantiu o aval do Tesouro Nacional para viabilizar mais R$ 6,1 bilhões em investimentos para Minas Gerais. Anastasia se reuniu, nesta terça-feira (11), em Brasília, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para assinar o protocolo de entendimento que aumentou o limite para empréstimos pelo Estado. Os recursos vão possibilitar mais investimentos em obras de infraestrutura nos próximos três anos.
As negociações com os órgãos de financiamento de crédito já começaram. Segundo a Secretaria de Estado de Fazenda, Minas tem atraído ainda mais o interesse de diversas instituições depois que a agência internacional Standard & Poor’s atribuiu ao Estado o rating AAA na escala nacional brasileira, nota que configura grau de investimento, segundo a escala da própria agência.
O governador informou que Minas Gerais vai, agora, apresentar os projetos aos organismos oficiais, especialmente ao Banco do Brasil, à Caixa Econômica Federal e ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de forma a ter a alocação dos recursos no menor prazo possível.
“Há uma solicitação do próprio Governo Federal, que está aprovando esses valores, para que continuemos a fazer investimentos. Minas vai continuar gerando empregos e vamos auxiliar na melhoraria da situação econômica do país como um todo, ampliando a produção e gerando mais emprego e renda”, afirmou Anastasia.
Prova da boa gestão
A aprovação do Tesouro Nacional para mais essa transação financeira reafirma a boa gestão das contas públicas e das finanças de Minas Gerais. “O programa decorre de um ajustamento fiscal e há um acompanhamento muito firme das contas do Estado, por parte do Governo Federal e da Secretaria do Tesouro Nacional. Foi aprovado o valor que solicitamos, o que demonstra como as finanças do Estado estão em condições adequadas de receber esse novo aporte”, explicou o governador.
Os recursos serão utilizados em obras de mobilidade urbana e infraestrutura em todo o Estado, além de investimentos na área de Segurança Pública. Partes dos recursos também vão garantir a modernização e expansão do metrô de Belo Horizonte, cujo trabalho de sondagem para a implantação da linha três, subterrânea, entre a Savassi e o Bairro Lagoinha já começaram.
“Quanto às obras do metrô, já estamos fazendo as sondagens na área central. O cronograma definido em conjunto com o Governo Federal e os municípios está andando dentro do previsto. Agora, já temos a autorização para levantarmos esses recursos. Quando a presidente Dilma Rousseff esteve em Belo Horizonte anunciando o metrô, cerca de R$ 1 bilhão viria de recursos do orçamento da União, do Tesouro Federal. Outros R$ 750 milhões seriam de empréstimos do Governo do Estado, que estão sendo autorizados agora", afirmou Anastasia.
Segundo ele, ainda haverá mais aportes relativos ao Estado e aos municípios. "Estamos fazendo tudo para termos o processo da PPP (parceria público-privada) já no início do próximo ano”, afirmou o governador, em Brasília.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.