terça-feira, 22 de Abril de 2014 04:41h Atualizado em 22 de Abril de 2014 às 04:46h. Mariana Gonçalves

Governo estuda projeto para reforma de escolas públicas

Investimento na educação é algo que os brasileiros almejam faz tempo, o desejo por um ensino de qualidade e por professores mais valorizados se tornou motivo de grandes discussões no país.

Para se chegar aos padrões máximos de qualidade, além da valorização dos professores e da melhoria dos conteúdos trabalhados pela rede de ensino, o espaço onde a criança recebe o aprendizado também deve ser de qualidade.
Há alguns dias, parte do reboco de uma das salas de aula da Escola Estadual Santo Tomaz de Aquino caiu, embora o susto tenha sido grande, felizmente ninguém se feriu.
Outra escola que também foi notícia há alguns meses é a Antônio Belarmino Gomes, de Ermida. Além das salas cheias demais, os alunos se mostraram insatisfeitos com as instalações do imóvel. Buracos no teto e pinturas descascando foram alguns dos problemas citados pelos jovens. Cansados desta situação os alunos até realizaram uma manifestação na porta da sede da Secretária Regional de Ensino.
A equipe de reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, para questionar, entre outras coisas, como é definida a verba para manutenção das escolas públicas e qual sua periodicidade.
Em resposta, a informação que recebemos foi que o Estado não destina um valor específico para a reforma das unidades de ensino. O valor varia de acordo com a demanda apresentada pela direção da escola ao município.
Sobre a situação das escolas citadas na matéria, em nota, a assessoria alega que já foram elaborados projetos para a manutenção das duas unidades de ensino. “A reforma geral da Escola Estadual Santo Tomaz de Aquino, orçada em cerca de R$ 244 mil, está em análise na Secretaria de Estado de Educação. O projeto para a realização das obras de manutenção da Escola Estadual Antônio Belarmino Gomes está em processo de licitação, devendo ser iniciada com a definição da empresa executora. O investimento é de aproximadamente R$ 183 mil”
Também estão em análise outras intervenções para o atendimento da escola  Antônio Belarmino, com valor superior a R$ 600 mil.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.