hLuzia Ferreira se prepara para candidatura a deputada federal

Conforme, a deputada estadual, o objetivo principal da sua candidatura é acrescentar junto ao partido na Câmara Nacional

A deputada estadual, Luzia Ferreira, em entrevista por telefone, ontem (19), à tarde, confirmou que existe sim a possibilidade dela ser candidata à deputada federal. Conforme a deputada, ela já está se preparando para esta candidatura desde o ano passado.
Ainda de acordo com Luzia a direção nacional do partido quer aumentar a bancada, para dar mais visibilidade ao partido. Ela ainda acrescentou que o sentido é crescer o partido na Câmara Nacional. Ela destacou que o seu nome por ter sido mais votado para deputada estadual, contribuiu para esta indicação a candidatura de deputada federal. “Já estou me preparando para a candidatura a deputada federal, já estou contando com a colaboração de vereadores e prefeitos que me apóiam. Estou me estruturando no sentido de aumentar a bancada feminina no Congresso”, afirmou.


A deputada estadual esclareceu que o partido o qual ela fazia parte, o Partido Popular Socialista (PPS), fez uma fusão para que nascesse um novo partido denominado Mobilização Democrática (MD). Entretanto Luzia Ferreira irá se candidatar pelo MD.
O PPS, partido em que Luzia Ferreira compunha, é um partido que surgiu ante a decisão da parte da executiva nacional do Partido Comunista Brasileiro (PCB), de dissolver o mesmo e fundar um novo. O PPS foi criado frente a uma nova ordem internacional, após a queda dos antigos modelos comunistas.


Segundo a deputada estadual, houve uma fusão do partido o qual ela fazia parte, o PPS. No dia 17 de abril deste ano foi fundido ao PMN para formar a Mobilização Democrática (MD). Este partido seria formado pela fusão entre PPS, PMN e PHS. A soma dos votos obtidos pelos três partidos nas eleições de 2006 ultrapassava o mínimo exigido pela cláusula de barreira. Foi protocolado no dia 24 de novembro de 2006, o pedido de registro partidário definitivo da Mobilização Democrática (MD) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


A Mobilização Democrática teria uma bancada de 27 deputados federais, a sexta maior da câmara. Entretanto, após a cláusula de barreira ser julgada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal, os partidos se separam e a MD foi extinta antes de obter o registro.
As negociações do PPS e PMN foram retomadas neste ano e a Mobilização Democrática foi finalmente oficializada na última quarta-feira (17). As decisões foram tomas em congressos extraordinários, realizados em Brasília. A Mobilização Democrática que usará o número 33 nasce na oposição ao governo e já trabalha para a construção de um projeto alternativo para o Brasil em 2014. Junto as duas forças políticas somam 13 deputados federais, 58 estaduais, 147 prefeitos e 2.527 vereadores. Ao todo são 683.420 filiados em todo o país.


Atualmente como deputada estadual, Luzia Ferreira, é presidente da Frente Parlamentar da Região Metropolitana e da Frente Parlamentar pelos Direitos de Cidadania LGBT. Ela é vice-presidente da Comissão Permanente de Cultura, membro efetivo da Comissão Permanente de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Ela também é membro suplente de outras três comissões permanentes: Administração Pública, Redação e Saúde.
Sobre a câmara dos deputados em Brasília


A Câmara dos Deputados, local que a deputada estadual Luzia Ferreira almeja estar como federal é o espaço onde se representam o povo brasileiro. Ela exerce as atividades que viabilizam a realização dos anseios da população, mediante discussão e aprovação de propostas referentes às áreas econômicas e sociais, como educação, saúde, transporte, habitação entre outras. A câmara dos deputados é composta por representantes de todos os Estados e do Distrito Federal, o que resulta em um parlamento com diversidade de ideias.


A mesa diretora da Câmara dos Deputados é responsável pelos trabalhos legislativos e dos serviços administrativos da casa. Atualmente o presidente da Câmara é Eduardo Henrique Alves. O 1º vice-presidente é André Vargas e o 2º vice-presidente é Fábio Faria. Em sequência estão os secretários: Márcio Bittar - 1º secretário, Simão Sessim - 2º secretário, Maurício Quintella - 3º secretário, Biffi - 4º Secretário. Por fim, os suplentes de secretários: Gonzaga Patriota - 1º suplente, Wolney Queiroz - 2º suplente, Vitor Penido - 3º suplente e o 4º suplente - Takayama.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.