quinta-feira, 18 de Abril de 2013 05:52h Atualizado em 18 de Abril de 2013 às 06:23h. Carina Lelles

Índios protestam no plenário da Câmara

Diretor da Gazeta do Oeste, Fernando Rodrigues, estava no local na hora da invasão.

No início da noite desta terça-feira (16), centenas de índios invadiram o plenário da Câmara dos Deputados em Brasília. Os índios, que ocuparam a cadeira dos parlamentares, estão revoltados com a criação de uma comissão especial para analisar a PEC 215 que transfere do Poder Executivo para o Congresso Nacional a decisão final sobre a demarcação de terras indígenas no Brasil.
De acordo com o diretor executivo deste diário, Fernando Rodrigues, que estava no plenário da Câmara por volta das 18hs de terça-feira, os índios burlaram a segurança e invadiram o local munidos de faixas e aos gritos. “Foi muito rápida e barulhenta a entrada deles no plenário”, conta Fernando.
O deputado Simão Sessim (PP-RJ), que presidia os trabalhos, encerrou a sessão alegando que não havia condições de continuar. Sessim pediu providências aos seguranças da Casa, mas os indígenas continuaram ocupando o plenário. Poucos parlamentares permaneceram no local e tentaram convencer os indígenas a saírem do Plenário.
Quase duas horas depois, o presidente da casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), fez um apelo para que os indígenas deixassem o local em dez minutos, para, então, receber os líderes do movimento em seu gabinete e tentar reiniciar o diálogo.
Após apelo do presidente, os índios deixaram o local dentro do prazo estipulado e os líderes indígenas fizeram um ritual de dança no Salão Verde, da Câmara, em que pedem força aos deuses.
O presidente Henrique Alves se reuniu com dez lideranças indígenas e alguns líderes partidários para buscar uma saída para a reivindicação dos índios, que protestam contra a criação de uma comissão especial para analisar a Proposta de Emenda à Constituição PEC 215, que transfere ao Congresso Nacional a competência de demarcar terras indígenas e quilombolas.
A pedido de Henrique Alves, os líderes partidários concordaram em suspender temporariamente a indicação dos nomes para compor a comissão especial.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.