Jaime Martins será candidato a vice-prefeito de Divinópolis na chapa com Fabiano Tolentino.

Os dois ex-deputados compõem a chapa que disputará a prefeitura de Divinópolis.

A eleição municipal em Divinópolis já tem mais uma chapa majoritária finalizada para disputa. O Democratas apresentou o nome do ex-deputado Jaime Martins como vice. Jaime vai compor com Fabiano Tolentino. Tolentino teve seu nome homologado como candidato a prefeito no sábado dia 12 setembro durante a convenção partidária da legenda.

Jaime chegou a se colocar como pré candidato a prefeito, mas retirou a pré-candidatura. Ele declarou apoio integral a Tolentino. A vice-pretendida na chapa era a presidente da Associação Comercial e Industrial de Divinópolis, Alexandra Galvão. A composição não foi possível porque a empresária faz parte do Codema e da comissão que revisa a lei de uso e ocupação do solo na cidade.

Jaime afirmou que o retorno à disputa faz parte do projeto de reconstrução de Divinópolis. Ele apresentou uma carta justificando a decisão. Veja a carta na íntegra:

“Por que aceitei ser pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Fabiano Tolentino . Há quase 70 anos os divinopolitanos acolheram a minha família, que é natural de Nova Serrana (MG) e, há mais de três décadas, me elegeram o primeiro homem a ter a honra e a responsabilidade de ser deputado federal da maior cidade do Centro-Oeste mineiro e uma das mais importantes de Minas Gerais. Sou grato, imensamente grato por essa confiança que sempre foi a mim creditada.

Esses fatos, somados a uma vida pública de trabalho, entrega e resultados, sem nenhuma macula, nenhum processo judicial, suscitam em mim um sentimento de gratidão e vontade de agradecer e servir à população da nossa cidade. Recentemente, coloquei meu nome como pré-candidato a prefeito, mas decisões de foro familiar me levaram a retirar essa pré-candidatura. Após essa decisão, que impactou diretamente nossa cidade, recebi uma grande onda de apoio, de mensagens, telefonemas, contatos, de amigos, cidadãos, empresários, lideranças que se sentiam, de certa forma, “decepcionadas” diante da minha decisão de não participar das eleições. Nos últimos dias, sofri o que eu posso chamar de uma “pressão do bem”. Diante disso, com o sentimento de dar minha contribuição para a reconstrução de Divinópolis, revi minha posição e aceitei do #DEM, o meu partido, a desafiadora tarefa de compor a chapa com Fabiano Tolentino (CDN) à eleição municipal deste ano, na condição de pré-candidato a vice-prefeito.

Tenho com o nosso pré-candidato a prefeito, Fabiano Tolentino, que é uma jovem liderança política, ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-deputado federal, uma relação afinada de objetivos e projetos a serem desempenhados para Divinópolis.  Como pré-candidato a vice, renunciando a salário (será doado dentro da legalidade) e toda estrutura de gabinete, poderei contribuir com a experiência que acumulei como deputado federal e secretário especial do Governo de Minas, abrindo portas, buscando recursos e fazendo um verdadeiro trabalho de “interface” junto aos Governos Estadual e Federal.  Recentemente, na função de Chefe do Escritório de Representação do Governo de Minas em Brasília, desempenhei um papel de defesa dos interesses do nosso estado e dos mais de 800 municípios mineiros junto ao Governo Federal. Como pré-candidato a vice-prefeito canalizarei toda essa rede de relacionamentos, esforços e conhecimento exclusivamente para Divinópolis.

Divinópolis tem hoje uma população preocupada, angustiada, com a autoestima ferida.  É um município “quebrado, a beira de um colapso financeiro, administrativo, e essa busca por recursos é primordial para a recuperação e capacidade de investimentos.

Estou preparado e me coloco à altura desse enorme desafio que nos é lançado e que representa um imperativo histórico para Divinópolis.  O rumo da nossa cidade deve ser decidido em conjunto e não na conduta ou bandeira do “nós contra eles”. E eu quero ajudar a construir mudanças efetivas na vida de todos, especialmente de quem mais precisa” disse Jaime Martins.Em Carta Jaime explica o porque aceitou ser candidato a vice-prefeito.

Por que aceitei ser pré-candidato a vice-prefeito de Fabiano Tolentino

Há quase 70 anos os divinopolitanos acolheram a minha família, que é natural de Nova Serrana (MG) e, há mais de três décadas, me elegeram o primeiro homem a ter a honra e a responsabilidade de ser deputado federal da maior cidade do Centro-Oeste mineiro e uma das mais importantes de Minas Gerais. Sou grato, imensamente grato por essa confiança que sempre foi a mim creditada.

Esses fatos, somados a uma vida pública de trabalho, entrega e resultados, sem nenhuma macula, nenhum processo judicial, suscitam em mim um sentimento de gratidão e vontade de agradecer e servir à população da nossa cidade. Recentemente, coloquei meu nome como pré-candidato a prefeito, mas decisões de foro familiar me levaram a retirar essa pré-candidatura. Após essa decisão, que impactou diretamente nossa cidade, recebi uma grande onda de apoio, de mensagens, telefonemas, contatos, de amigos, cidadãos, empresários, lideranças que se sentiam, de certa forma, “decepcionadas” diante da minha decisão de não participar das eleições. Nos últimos dias, sofri o que eu posso chamar de uma “pressão do bem”. Diante disso, com o sentimento de dar minha contribuição para a reconstrução de Divinópolis, revi minha posição e aceitei do Democratas, o meu partido, a desafiadora tarefa de compor a chapa com Fabiano Tolentino (CDN) à eleição municipal deste ano, na condição de pré-candidato a vice-prefeito.

Tenho com o nosso pré-candidato a prefeito, Fabiano Tolentino, que é uma jovem liderança política, ex-vereador, ex-deputado estadual e ex-deputado federal, uma relação afinada de objetivos e projetos a serem desempenhados para #Divinópolis. Como pré-candidato a vice, renunciando a salário (será doado dentro da legalidade) e toda estrutura de gabinete, poderei contribuir com a experiência que acumulei como deputado federal e secretário especial do Governo de Minas, abrindo portas, buscando recursos e fazendo um verdadeiro trabalho de “interface” junto aos Governos Estadual e Federal. Recentemente, na função de Chefe do Escritório de Representação do Governo de Minas em Brasília, desempenhei um papel de defesa dos interesses do nosso estado e dos mais de 800 municípios mineiros junto ao Governo Federal. Como pré-candidato a vice-prefeito canalizarei toda essa rede de relacionamentos, esforços e conhecimento exclusivamente para Divinópolis.

Divinópolis tem hoje uma população preocupada, angustiada, com a autoestima ferida. É um município “quebrado”, a beira de um colapso financeiro, administrativo, e essa busca por recursos é primordial para a recuperação e capacidade de investimentos.

Estou preparado e me coloco à altura desse enorme desafio que nos é lançado e que representa um imperativo histórico para Divinópolis. O rumo da nossa cidade deve ser decidido em conjunto e não na conduta ou bandeira do “nós contra eles”. E eu quero ajudar a construir mudanças efetivas na vida de todos, especialmente de quem mais precisa.

Jaime Martins

16 de setembro de 2020

 

 

Fonte - MPA

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.