terça-feira, 4 de Setembro de 2012 10:05h Gazeta do Oeste

Justiça afasta todos os vereadores de Itabuna na Bahia

O juiz Eros Cavalcante Pereira, da comarca de Itabuna (BA), determinou, por meio de liminar, o afastamento de todos os 13 vereadores do município, suspeitos de desviar verbas de diárias de viagens. A decisão acolheu pedido do Ministério Público (MP), que processou os legisladores, além de 14 assessores parlamentares da Câmara por improbidade administrativa. Os suplentes foram convocados para assumir os mandatos durante as investigações.

De acordo com a denúncia do MP, os vereadores gastaram R$ 259 mil em inscrições em cursos e em diárias de viagens não comprovadas em dois anos. No texto, o promotor Inocêncio de Carvalho afirma ter contatado companhias aéreas, hotéis e pousadas apontados pelos acusados como local de hospedagem sem que fossem confirmadas as viagens ou as permanências nos lugares na maioria dos casos.

Todos os vereadores afastados são candidatos na próxima eleição. Onze deles concorrem à reeleição e os dois restantes, Vane do Renascer (PRB) e Wenceslau Júnior (PC do B) formaram uma chapa majoritária, candidatos a prefeito e vice, respectivamente. Ambos alegam perseguição política. Vane afirma que participou das viagens e dos cursos que listou em suas prestações de contas. "Estranho a forma como as coisas estão sendo feitas, nem me chamaram para que eu pudesse comprovar as viagens", diz. Seu candidato a vice tem discurso semelhante, mas afirma que vai denunciar o promotor à Corregedoria do MP. "É uma tentativa de prejudicar a candidatura", alega. 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.